Sportbuzz
Olimpíadas / POLÊMICA NAS OLIMPÍADAS!

Goleira do Chile reclama sobre novo possível favorecimento ao Japão nas Olimpíadas

Através de seu Instagram, Christiane Endler criticou o VAR sobre lance de possível gol do Chile

Redação Publicado em 28/07/2021, às 15h39 - Atualizado às 15h56

Goleira do Chile reclama sobre novo possível favorecimento ao Japão nas Olimpíadas - Getty Images
Goleira do Chile reclama sobre novo possível favorecimento ao Japão nas Olimpíadas - Getty Images

A seleção chilena de futebol feminino foi derrotada pelo Japão, por 1 a 0, nesta terça-feira, 27, e deu adeus aos Jogos Olímpicos de Tóquio, com três derrotas em três jogos e nenhum ponto somado. Porém, para as jogadoras do país, a história poderia ter sido diferente.

As atletas chilenas reclamaram bastante sobre um suposto favorecimento à seleção japonesa pela arbitragem do jogo. Através de seu Instagram, a goleira Christiane Endler, expressou sua indignação e postou uma foto em que a goleira japonesa, Ayata Yamashita, aparece com a bola em mãos, aparentemente dentro da linha do gol, mas a arbitragem não marcou nada.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Cʜʀɪsᴛɪᴀɴᴇ Eɴᴅʟᴇʀ (@tianeendler)

 

“Nos vendem o conto de que a tecnologia foi implementada para impor justiça no futebol. Justiça para todos? Ou só para alguns? VAR, onde você estava?”, escreveu a jogadora em seu Instagram.

O lance gerou muita polêmica, porque o Chile abriria o placar na partida e, caso vencesse as donas da casa, iria eliminá-las e avançaria à próxima fase. Porém, não foi o que aconteceu e as sul-americanas acabaram derrotadas com gol de Mina Tanaka.

 

 

OUTRAS RECLAMAÇÕES

No início da madrugada desta quarta-feira, 28, Maria Portela representou o Brasil nas oitavas de final do Judô e acabou sendo eliminada das Olimpíadas por conta do excesso de punições durante a luta.

No entanto, um ponto chamou bastante atenção em mais um dia das Olimpíadas. Durante o embate, Maria aplicou um Wazari em Madina Taimazova, mas a arbitragem optou por não validar o golpe. Mesmo depois da revisão do VAR, a decisão foi mantida.

Na visão dos comentaristas Flávio Canto e Tiago Camilo, do Grupo Globo, o golpe deveria ter sido validado. Após a polêmica, as redes sociais se encheram de reclamações e de críticas à análise dos juízes durante as Olimpíadas.

Além da polêmica no Judô, a derrota de Gabriel Medina na semifinal do Surfe para o japonês Kanoa Igarashi, e de Kelvin Hoefler, no na final do skate street, para o também japonês Yuto Horigome, também têm sido motivo de muita reclamação por parte de torcedores e especialistas, que têm visto muito favorecimento à atletas japoneses por parte da arbitragem nos Jogos Olímpicos.

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!