Sportbuzz
Olimpíadas / Olimpíadas - Basquete masculino

França elimina a Eslovênia e disputa o ouro com os Estados Unidos

Luka Dončić jogou bem, fez um triplo-duplo, mas a partida foi decidida na última bola com um belo toco de Batum

Redação Publicado em 05/08/2021, às 09h48

Batum marcando Doncic no jogo entre França e Eslovênia - Getty Images
Batum marcando Doncic no jogo entre França e Eslovênia - Getty Images

Quem estava querendo um embate entre os astros da NBA e Luka Dončić na disputa pelo ouro olímpico, vai ter que esperar. Isso porque a França mostrou ser uma equipe melhor e mais completa, eliminando os eslovenos em um jogo extremamente emocionante e decidido no último minuto!

Essa foi a primeira derrota de Luka com a Eslovênia em jogos internacionais (17-1), mas o jovem astro já se mostrou extremamente satisfeito com o resultado de sua nação nas Olimpíadas, que está entre os 4 melhores (talvez 3, caso vença o bronze contra a Austrália) e também entrou no cenário mundial, atraindo olhares e respeito pelo país. 

Sobre a partida, não poderia ter sido mais emocionante... em uma perseguição pelo placar que terminou em 90-89, a França sempre encontrava uma maneira de abrir vantagem no placar. Foi com De Colo e seus 25 pontos (cestinha), Evan Fournier com 23 pontos, Rudy Gobert dominando o garrafão com seus 16 rebotes e 4 tocos, ou o "faz tudo" Nicolas Batum, que matou bolas de 3, infiltrou no garrafão, deu assistências e fez um trabalho defensivo memorável. 

No fim, o lance decisivo foi quando Luka Dončić encontrou o companheiro Prepelic livre de marcação, que partiu para dentro do garrafão procurando a bandeja mas não viu a chegada providencial de Nicolas Batum, do LA Clippers, que deu um toco imoral e deixou o resultado ficar em 90-89 para os franceses. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Basketball Forever (@basketballforever)

 

No entanto, precisamos falar sobre Dončić, que marcou o 3º triplo-duplo da história das Olimpíadas com 16 pontos, 18 assistências e 11 rebotes. Isso só mostra a grandeza de Luka, que aos 22 anos conseguiu carregar sua seleção à semifinal e ainda foi capaz de fazer atuações históricas no processo. Simplesmente grandioso...

A final e a disputa pelo bronze serão ambas neste sábado (7/8). O bronze será disputado entre Austrália e Eslovênia às 8h da manhã, enquanto o ouro será entre Estados Unidos e França às 23h30 da noite.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!