Sportbuzz
Olimpíadas / PARALIMPÍADAS

Daniel Dias será porta-bandeira do Brasil na cerimônia de encerramento das Paralimpíadas de Tóquio

Dono de 27 medalhas, nadador brasileiro representará o país na despedida dos Jogos Paralímpicos

Redação Publicado em 03/09/2021, às 13h29

Daniel Dias será porta-bandeira do Brasil na cerimônia de encerramento das Paralimpíadas de Tóquio - GettyImages
Daniel Dias será porta-bandeira do Brasil na cerimônia de encerramento das Paralimpíadas de Tóquio - GettyImages

Ícone do esporte brasileiro e dono de 27 medalhas paralímpicas, Daniel Dias será o porta-bandeira do Brasil na cerimônia de encerramento dos Jogos Paralímpicos de Tóquio.

O nadador de 33 anos concluiu sua participação no Japão com três medalhas de bronze, ao conquistar pódios nos 200m livre, 100m livre e revezamento 4x50m livre misto. Em seu adeus aos Jogos Paralímpicos, Daniel vai liderar o time brasileiro às 8h (de Brasília), no Estádio Nacional de Tóquio.

A decisão foi anunciada nesta sexta-feira, 3, por Mizael Conrado, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

“Bom, o porta-bandeira do Brasil, como não poderia deixar de ser, é uma homenagem que todos nós fazemos ao maior da história, ao maior atleta paralímpico do Brasil, ao maior atleta da história da natação paralímpica mundial. O nosso porta-bandeira, que levará... conduzirá o pavilhão brasileiro, será o Daniel Dias”, disse Mizael em entrevista coletiva.

Em toda sua vitoriosa carreira em Paralimpíadas, encerrada no Japão, Daniel Dias conquistou 14 medalhas de ouro, sete de prata e seis de bronze. Ele participou de quatro edições paralímpicas: Pequim 2008, Londres 2012, Rio 2016 e, por fim, Tóquio 2020.

Além das medalhas paralímpicas, ele acumula 33 em Parapans, sendo todas elas de ouro. Em competições Mundiais, são 40: 31 ouros, sete pratas e dois bronzes. Daniel é o único atleta brasileiro a ser eleito para o prêmio Laureus, considerado o Oscar do esporte, vencendo em 2009, 2013 e 2016.

Em suas redes sociais, o nadador afirmou que ser o porta-bandeira do Brasil “é uma linda forma” de encerrar a carreira como atleta paralímpico. Ele já havia carregado a bandeira do país no encerramento dos Jogos de 2008 e na abertura de 2012.

“Fui escolhido pelo CPB para ser o porta-bandeira do Brasil na cerimônia de encerramento dos Jogos de Tóquio. Estou extremamente feliz e honrado. É uma linda forma de encerrar o meu ciclo como atleta e carregar a bandeira resume muito a minha gratidão”, escreveu.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!