Sportbuzz
Testeira
Mercado da Bola / NA PROCURA

Medina reforça necessidade de um ponta para o Inter: "Não temos"

Comandante do Internacional, Medina falou sobre a importância de se ter um jogador nessa posição para que o esquema fique mais potencializado

Redação Publicado em 22/02/2022, às 07h02

Alexander Medina, treinador do Internacional - Ricardo Duarte/Internacional/Flickr
Alexander Medina, treinador do Internacional - Ricardo Duarte/Internacional/Flickr

Ainda que o Internacional tenha confirmado sete recentes contratações, e Marrony para ser anunciado, o treinador Alexander Medina não está totalmente satisfeito com o elenco que tem em mãos. O clube continua na busca por um atacante de lado de campo que atenda as características pedida pelo comandante Colorado.

No entanto, enquanto não tem em sua frente os nomes que se encaixariam perfeitamente em seu estilo de jogo, Medina segue adaptando soluções e encontrando dificuldades. Isso que a comissão técnica está fazendo o que pode para deixar o setor ofensivo mais agressivo, com oito volantes disputando duas, ou no máximo, três vagas no meio.

 

Canal - SportBuzz

"Estamos testando, nossa ideia é jogar com extremas profundos. Estamos em busca de poder incorporar nessa posição. Acreditamos que nesse lugar não temos os jogadores adequados para a função. O único que contratamos é o David, temos o Caio (Vidal) e outro que pode fazer é o Taison", disse Medina em seu pedido público por um ponta.

No atual elenco, o treinador tem à disposição Gustavo Maia na posição, mas o jogador não tem recebido oportunidades recentemente, e isso, inclusive, culminou em uma viagem do agente do jogador para uma reunião com o departamento de futebol. Outro que já integra o elenco é, que Palacios não entra nas características que Medina quer para um extrema.

Jogadores do Internacional, comandados por Medina, reunidos em campo
Jogadores do Internacional, comandados por Medina, reunidos em campo (Crédito: Ricardo Duarte/Internacional/Flickr)

 

Não tendo como escapar da adaptação, Medina já utilizou sete quartetos ofensivos em oito partidas de teste. Nelas, foi possível enxergar variações de posicionamento, como Taison caindo pela esquerda e pelo meio, David nas duas pontas e de falso 9, Maurício por dentro e por fora, e Edenílson de "10" e ponta direita.

Inclusive, o camisa 8 tem aparecido em diferentes funções dentro da mesma partida, sendo neste momento uma espécie de curinga, e ainda que tenha balançado as redes na partida contra o São José, manteve sua média de atuações de 2022, e continua longe de reencontrar seu protagonismo da temporada passada.

"Temos volantes que podem participar dessa posição, mas não são extremas puros. Estamos vendo quem está melhor nesta posição. Certo que temos muitos volantes, por isso digo que o plantel não está fechado. Faltam peças para potencializar esta equipe", completou o treinador.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!