Sportbuzz
Testeira
Mercado da Bola / EITA!

Especulado no Internacional, Lisca pede demissão do América-MG e fica livre no mercado

Lisca não suportou os últimos sete jogos de jejum e pediu demissão do América-MG

Redação Publicado em 14/06/2021, às 15h13 - Atualizado às 15h25

Lisca está de saída do América-MG e pode reforçar o Internacional - Mourão Panda / América
Lisca está de saída do América-MG e pode reforçar o Internacional - Mourão Panda / América

Nesta segunda-feira, 14, depois do América-MG ter engatado o seu sétimo jogo sem vitória na temporada, Lisca se reuniu com a diretoria do Coelho e pediu demissão do cargo. O treinador não suportou a pressão de ficar sem vitórias, jogos esses que foram o maior recorde negativo na carreira do técnico, que agora está livre no mercado. 

De acordo com informações do site "Globo Esporte", Lisca não estava satisfeito com seu trabalho no América-MG e sequência de resultados ruins o fizeram pensar em deixar o clube. Além disso, o treinador estava incomodado por não ter recebido reforços que pediu no começo do ano e a insatisfação com a situação o ajudou a pedir demissão do Coelho. 

Lisca fez grande trabalho no América-MG e, até então, era o treinador com mais tempo de clube, entre todos da série A do Campeonato Brasileiro. O técnico chegou a equipe mineira no dia 30 de janeiro de 2020, levou o Coelho até a semifinal da última Copa do Brasil e também foi vice-campeão da série B do Brasileirão. 

A oficialização da saída de Lisca deve ocorrer nas próximas horas. O nome do treinador tem sido envolvido em grandes clubes, como por exemplo o Internacional e também o Ceará. O primeiro, está sem técnico desde a saída de Miguel Ángel Ramírez, enquanto o outro vive um momento de instabilidade no Vôzão. 

LISCA NO INTERNACIONAL? 

Após a saída de Ramírez, o Internacional passou a especular possíveis nomes para assumir o cargo de treinador no restante da temporada. E um deles é o de Lisca, que está empregado no América-MG desde o ano de 2020.

E parece que as conversas seguem caminhando entre as partes. Neste domingo, 13, Lisca concedeu entrevista coletiva após a derrota do América-MG diante do Flamengo e deixou em aberta a possibilidade de assumir o comando do Colorado.

 

Eu não poderia falar em quase (proposta irrecusável), isso seria leviano da minha parte, ainda mais por esse momento que o América está vivendo. Nessa entrega que eu tive em um ano e quatro meses e apresentar isso é muito triste, muito frustrante. Eu não tenho nada para falar sobre isso, mas fico feliz pelas especulações e a valorização do meu trabalho”, iniciou Lisca.

O momento do América e, obviamente, o meu é ruim se você olhar o nosso desempenho. Não acho correto comentar agora sobre especulações e situações. Amanhã vamos sentar, nos reunir e chegar à melhor solução para todo mundo”, completou.

MOMENTO DO AMÉRICA-MG

Questionado sobre o momento do América-MG, que ainda não venceu nesta edição do Campeonato Brasileiro, Lisca assumiu a culpa e revelou que terá uma reunião com a diretoria do Coelho para definir o futuro da equipe.

As razões são internas. Depois de nos reunirmos amanhã, podemos falar mais concretamente. Agora não é o momento de começar a avaliar e a apontar o dedo. A responsabilidade é minha, é do clube e de toda a comissão técnica, assim como dos jogadores também. Fizemos ótimos trabalhos juntos, mas estamos nesse momento péssimo juntos também”, disse Lisca.

Hoje não é o dia de fazer avaliação, pois estamos todos frustrados. Trabalhamos muito para chegar à Série A e os resultados estarem bem aquém do que a gente pretendia dentro dos objetivos do clube. Quando chegarmos a BH amanhã, vamos sentar e conversar para tomar a melhor atitude para todos, para o clube, para os jogadores, para a comissão técnica (...)”, finalizou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!