Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira

Fortaleza sonda centroavantes de Grêmio e Internacional, mas valores assustam; saiba mais

Marcelo Paz comentou recentemente sobre o interesse no atacante do Inter

Redação Publicado em 08/04/2021, às 18h56 - Atualizado às 19h51

Churín em ação pelo Grêmio
Churín em ação pelo Grêmio - GettyImages

O Fortaleza quer montar uma equipe forte para a temporada de 2021, após ter sofrido na última edição do Campeonato Brasileiro. Buscando opções para o setor ofensivo, a equipe procura por dois centroavantes da dupla Internacional e Grêmio

O nome mais ventilado e que Marcelo Paz, presidente da equipe cearense, confirmou foi o de Abel Hernández. O centroavante tem contrato com o Inter até o meio do ano e ainda não foi procurado pelo time para renovar o vínculo. Em entrevista ao portal "Nordeste do Campo", o mandatário do Fortaleza explicou a dificuldades para trazê-lo. 

 "É um jogador que tem realmente um salário mais elevado. O que ele ganha do Internacional não tem como o Fortaleza pagar, é fora da nossa realidade. Ele teria que se adequar a uma condição para o Fortaleza e está ciente disso. A situação não está fechada, está em aberto, está em negociação", explicou. 

"Nós fizemos contato. Demonstramos claramente o interesse. Ele está vinculado ao Internacional, tem contrato até o meio do ano e não foi discutida a renovação. Então, pode ser que não (renove). Ele sabe do interesse, houve reunião, conversa via Zoom. Ele ouviu, falou que pensava. A gente está no aguardo. A negociação é lenta, algo que demora, principalmente com o nome desse porte", concluiu. 

Além de Abel Hernández, nesta quinta-feira, 8, o jornalista Diogo Rossi revelou que o Fortaleza também sondou a possibilide de contratar Churín, do Grêmio. A negociação também é vista como complicada pelos dirigentes do Leão de Pici.

Os dois jogadores não são titulares absolutos das respectivas equipes, porém mesmo que não sejam essenciais em Grêmio e Internacional, os atletas possuem um custo caro. Para que uma das negociações avançem será preciso uma redução na pedida dos atacantes. 


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!