Sportbuzz
Testeira
Mercado da Bola / RENOVA OU NÃO RENOVA?

Empresário de Deyverson espera Palmeiras para discutir renovação

Deyverson foi o herói do Palmeiras na Libertadores, marcando o gol do título diante do Flamengo, e segundo seu vínculo, ele pode assinar um pré-contrato com qualquer time a partir de janeiro

Redação Publicado em 02/12/2021, às 08h51

Deyverson, jogador do Palmeiras comemorando com os braços para cima - GettyImages
Deyverson, jogador do Palmeiras comemorando com os braços para cima - GettyImages

Herói do Palmeiras na final da Libertadores, tendo marcado o gol do título diante do Flamengo, Deyverson só tem contrato com a equipe paulista válido até 30 de junho de 2022, e por conta disso, a partir de janeiro já vai poder assinar um pré-contrato com outras equipes caso desejar.

Como houve a final da Libertadores contra o Flamengo, no Uruguai, e também a troca de gestão no clube, com Leila Pereira assumindo a presidência no próximo dia 15, o Palmeiras esfriou as discussões sobre a temporada que vem, e não fez mais contato com o representante do centroavante até agora.

Em contato com o site "Globo Esporte", o empresário do camisa 16 disse que não tem pressa para decidir o futuro do jogador neste momento, especialmente porque ele ainda vive as vantagens de ter feito o gol do título, mas comemora e muito a superação de Deyverson, apontando que para ele, o atleta foi como um Cristiano Ronaldo nesse quesito.

"Nós nunca tivemos dificuldade em buscar (interessados), as solicitações são muitas, ele encaixa muito bem no perfil de times europeus, o tipo de jogo dele, a entrega, as características específicas de jogo são aprovadas no futebol europeu. O Palmeiras não nos falou (sobre renovação), mas acho que não era o momento de buscar esse tipo de conversa, ele estava brigando por todas as competições e as coisas têm o seu momento. Ele tem seis meses de contrato, vamos buscar a melhor opção para os próximos anos", contou o português Filipe Dias ao site.

Contratado pelo Palmeiras em 2017 por algo em torno de R$ 19 milhões, Deyverson viveu altos e baixos na equipe paulista, e foi emprestado nos últimos dois anos para Getafe e Alavés, ambos times da Espanha. Em 2019, ele pôde ser negociado em definitivo para o Shenzhen FC, da China, que ofereceu 12 milhões de euros, cerca de R$ 51,2 milhões na cotação da época.

No entanto, depois de ouvir o pedido do então do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari dizendo para não aceitar, Deyverson recusou a oferta. Naquela época, o atacante estava vivendo um momento complicado, tendo que cumprir suspensão depois de cuspir em Richard no clássico contra o Corinthians. Para o empresário, apesar da boa oferta, o jogador não queria deixar o time estando por baixo.

Deyverson, jogador do Palmeiras fazendo gesto de silêncio (Crédito: GettyImages)

 

"Eu acho que se cumpriu o grande objetivo do Deyverson (com a Libertadores). Na altura quando acontece o gol do Vasco, no título de campeão brasileiro (de 2018), outro grande momento da passagem dele pelo Palmeiras, surgiram várias propostas e a mais conhecida foi a da China que ele poderia ter ido, e simultaneamente o Felipão pediu para ele ficar. E naquele mesmo momento aconteceu algo ruim, o lance com o atleta do Corinthians em que foi suspenso e aquilo marcou o Deyverson. Ele não queria sair assim nem do Brasil nem do Palmeiras", opinou.

"Aquilo impactou, ele queria sair com brilho, que as pessoas vissem tudo que ele fez pelo Palmeiras e acho que neste sentido é uma redenção (o gol na final da Libertadores). Acho que faz todo sentido neste contexto, era o que ele estava fazendo novamente de mostrar gratidão de lutar por títulos no Palmeiras", completou.

Voltado ao elenco depois dos empréstimos à Espanha, Deyverson não estava nos planos da comissão técnica de Abel Ferreira para a temporada, mas foi ganhando espaço por ser um centroavante com um forte jogo aéreo, o que até então era uma deficiência no elenco. Com isso, ele foi usado em 31 jogos e fez cinco gols.

"O Deyverson sem sombra de dúvidas é um exemplo a todos os níveis. Superação, dedicação, resiliência, inclusive para nós é um exemplo. Somos portugueses, temos uma paixão incrível pelo Cristiano Ronaldo pela superação em nível estratosférico. O futebol tem vários níveis de jogadores em outras dimensões de outros Cristianos Ronaldos. Na dimensão dele, é um Cristiano Ronaldo em termos de superação. Por nunca baixar o nível de trabalho, de intensidade, treinos, como consegue passar as críticas, viver os momentos de crise. Ele é realmente um exemplo e uma inspiração para todos que convivemos", finalizou o empresário.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!