Sportbuzz
Testeira
Mercado da Bola / SERÁ?

Deyverson acende possibilidade de defender rival: "Sou uma mercadoria"

Em sua fala, Deyverson deixou em aberto a possibilidade de se transferir para o rival do Palmeiras em algum momento da sua carreira, usando o exemplo de um ex-companheiro

Redação Publicado em 07/12/2021, às 11h22

Deyverson, jogador do Palmeiras - GettyImages
Deyverson, jogador do Palmeiras - GettyImages

O principal nome do Palmeiras na conquista da Libertadores deste ano, diante do Flamengo, Deyverson deu, recentemente uma declaração polêmica, e que pegou os torcedores do Verdão de surpresa. Em entrevista ao programa "Arena SBT", o jogador deixou em aberto a possibilidade de vestir a camisa do principal rival do Alviverde em algum dia.

 

Canal - SportBuzz

Deyverson contou que poderia no futuro defender o rival Corinthians, e até mesmo utilizou o exemplo de Roger Guedes para justificar sua resposta sobre o tema polêmico. Hoje no Alvinegro, o jogador já defendeu o Palmeiras em 2016, e assim como o centroavante, também fez sucesso logo em que chegou, participando do gol na vitória por 2 a 0 sobre o São Bernardo.

"Sou uma mercadoria. Não sei o dia de amanhã. Se fizesse essa pergunta ao (Roger) Guedes, talvez ele falaria a mesma coisa quando estava no Palmeiras, e hoje em dia está no Corinthians", disse o jogador em entrevista ao quadro "Eu e o Benja [Benjamin Back]".

Vale lembrar que o jogador tem contrato válido até o fim de junho de 2022 com o Palmeiras, e já pode ouvir propostas de outros clubes sobre um suposto interesse de contar com o atacante para a próxima temporada. Apesar disso, e da declaração, Deyverson deixou claro qual a sua prioridade na sequência da carreira.

Deyverson, jogador do Palmeiras (Crédito: GettyImages)

 

"Meu desejo é colocar uma sonda aqui (no braço) e outra no Palmeiras e nunca desgrudar", contou.

Deyverson foi contratado pelo Palmeiras em 2017, e com seu jeito todo polêmico conquistou a torcida. Naquele mesmo ano já fez o gol no jogo do título brasileiro diante do Vasco, além de balançar as redes em clássicos contra Corinthians e São Paulo. Com um vínculo de cinco anos, deixou o time paulista quando foi emprestado ao Getafe, que optou por não comprar.

Na sequência, ele foi novamente emprestado, só que desta vez para o Alavés, da Espanha, onde ficou menos de um ano antes de voltar ao elenco do Palmeiras e fazer toda a diferença nas decisões. No total em sua carreira, ele já defendeu a camisa palmeirense em 135 jogos e marcou 30 gols.


 

 

 

 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!