Sportbuzz
Testeira
Mercado da Bola / CAIU!

Após eliminação na Copa do Brasil e goleada no Brasileirão, Internacional demite Ramírez

Miguel Ángel Ramírez não resistiu ao começo ruim no Brasileirão e eliminação na Copa do Brasil

Redação Publicado em 11/06/2021, às 14h48 - Atualizado às 15h03

Miguel Ángel Ramírez não é mais técnico do Internacional, após eliminação na Copa do Brasil - Ricardo Duarte/Internacional
Miguel Ángel Ramírez não é mais técnico do Internacional, após eliminação na Copa do Brasil - Ricardo Duarte/Internacional

Depois de uma sequência de fracassos na temporada, com direito à eliminação na Copa do Brasil, goleada do Fortaleza no Brasileirão e perda do estadual para o Grêmio, Miguel Ángel Ramírez não conseguiu se manter no cargo e foi demitido. Após longa reunião nesta sexta-feira, 11, o Colorado optou pela saída do espanhol. 

Com apenas três meses de cargo, o treinador venceu 10 partidas das 21 que comandou o clube brasileiro. O aproveitamento foi de 53,9%, mas com as derrotas vexatórias para Fortaleza e Vitória, além de não ter conseguido a manutenção de um bom clima no vestiário, Miguel Ángel Ramírez foi avisado que será demitido do cargo. 

De acordo com informações do site "Globo Esporte", a diretoria do Internacional passou a manhã e parte da tarde analisando a situação do treinador. Tentando se precaver de uma piora ainda maior, a cúpula administrativa do Colorado optou pela saída de Ramírez, que não chegou a completar um semestre no comando do Inter. 

Os dirigentes, segundo informações da publicação, estão tomando todos os cuidados com o espanhol, visto que ele será demitido em isolamento social, já que está contaminado pela Covid-19. O Internacional tenta chegar num comum acordo e também deve pagar cerca de dois milhões de dólares, previsto em cláusula contratual. 

PRESIDENTE DO INTERNACIONAL DAVA INDÍCIOS DE UMA SAÍDA DE RAMÍREZ!

O Internacional foi eliminado da Copa do Brasil na noite desta quinta-feira, 10, pelo Vitória, que triunfou por 3 a 1 na casa Colorada. Depois da partida, o presidente do clube, Alessandro Barcellos, concedeu entrevista, dizendo não ter certeza da permanência de Ramírez no clube.

Durante a coletiva, o mandatário chegou a dizer que o espanhol é o treinador do Internacional, mas admitiu que a situação será discutida a partir desta sexta-feira, 11, com o tempo correto para análises.

Além disso, Alessandro Barcellos disse que em momento algum bancou a permanência de Ramírez para a sequência da temporada. O treinador, que está afastado e em isolamento por conta do quadro de Covid-19, não esteva à frente da equipe na eliminação.

"Miguel é o nosso treinador. Está infelizmente também numa circunstância difícil, convalescendo desse vírus. Ele é o treinador contratado do Inter. Nós agora temos a obrigação de sentarmos e reavaliarmos esse processo no que diz respeito a forma de jogar, psicológico, ao conjunto de questões que viemos enfrentando", disse o mandatário.

Acalmando os ânimos, Barcellos disse que não vai tomar nenhuma decisão de "cabeça quente", e prometeu que a diretoria, o departamento de futebol e o Conselho de Gestão terão reuniões durante a sexta para definir que medidas serão tomadas a partir de agora.

"Terminamos o jogo faz meia hora e precisamos agora ser mais racionais para tomarmos as medidas necessárias no momento adequado. Nesse momento, a nossa ideia é reunir a partir de agora a nossa equipe do departamento de futebol, Conselho de Gestão, fazermos avaliação rápida e tomarmos decisão no que diz respeito sobre esse contexto para que a gente possa dar resposta que nós queremos", disse antes de completar.

"Isso é fundamental para reverter esse momento sem ficar aqui em frente a vocês falando em decisões com a cabeça quente, ou qualquer tipo de desatenção as questões que são problemas, que estamos avaliando e vamos resolver", concluiu.

O presidente falou sobre o grupo de atletas e a estrutura de trabalho do clube, e afirmou que o resultado ficou muito aquém do esperado. Barcellos apontou que é preciso mudar o ambiente para dar sequência.

"Em primeiro lugar, o que estou dizendo é que é necessário fazer avaliação. Somos eliminados de uma Copa que não era esperado. Se dissesse que está tudo bem, seria hipocrisia. Precisamos avaliar a corrigir rumos. Isso não significa dizer que vai ter troca sem a gente fazer a avaliação com condição que a gente merece. É um clube gigante. Num lugar como esse, posição que me encontro, não se toma decisão dessa forma", reforçou.

Agora eliminado da Copa do Brasil, o Internacional entra em campo no fim de semana pela terceira rodada do Brasileirão, diante do Bahia, no domingo, 13, às 20h30 (horário de Brasília), em Salvador.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!