Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira

Clube europeu pode frustrar chegada de Borré ao Grêmio; confira

Atacante tem feito boas temporadas com a camisa do River Plate e pode deixar o clube na metade de 2021

Redação Publicado em 26/03/2021, às 18h25 - Atualizado às 19h19

Borré atrai grandes clubes e ainda não definiu seu futuro
Borré atrai grandes clubes e ainda não definiu seu futuro - GettyImages

O Grêmio segue em busca de um centroavante para a próxima temporada e o nome mais desejado é o de Borré, que atualmente defende as cores do River Plate. Em final de vínculo com o clube argentino, o Tricolor apresentou uma oferta de pré-contrato e espera uma resposta do atleta para fechar a negociação. 

No entanto, os planos de Renato Gaúcho para reforçar o seu setor ofensivo com o colombiano podem acabar não sendo realizados. Isso porque, o diário "Olé" informa que Borré recebeu uma sondagem do Feyenoord, da Holanda, e o time da Eredivise pode levar a melhor na disputa. 

De acordo com as informações do diário argentino, a intenção dos holandeses é enviar uma oferta em junho, quando o centroavante terá o seu vínculo encerrado com o River Plate. Além disso, nesse período, Lucas Pratto, que está emprestado ao Feyenoord, deve retornar aos Millionários e dessa maneira a equipe deve focar em Borré. 

Mesmo que haja essa vontade do Feyenoord em ter o centroavante, ainda não existe uma oferta para o atleta. Vivendo uma grande crise financeira, os holandeses também não podem se arriscar muito no mercado e vão aguardar até o final do contrato de Borré com o River para acertar o negócio.

SAIBA MAIS SOBRE A OFERTA DO GRÊMIO! 

Grêmio não quer saber de deixar de tentar até que todas as possibilidades estejam esgotadas não. Nos últimos dias, a equipe apresentou uma proposta de pré-contrato para RafaelBorré, do River Plate, e agora aguarda uma resposta. 

O Tricolor quer contar com o atacante em julho, período em que ele ficará livre após o fim de seu contrato com o clube argentino.

A diretoria já havia feito consultas pelo jogador há algumas semanas. Os contatos entre os Tricolores e representantes de Borré começaram depois da perda do título da Copa do Brasil para o Palmeiras e de lá para cá, as conversas evoluíram.

Em um primeiro momento, os valores acertados eram de US$ 4,5 milhões, cerca de R$ 24,8 milhões, na cotação atual, em luvas, US$ 1,5 milhão, aproximadamente R$ 8,2 milhões, de salário por ano e outras cifras a negociar por metas no contrato.

No entanto, as tratativas do Grêmio com o estafe de Borré esfriaram, e o Palmeiras ficou próximo de acertar a contratação do atacante. Só que de última hora o Verdão desistiu da negociação por questões financeiras.

Dessa forma, o Tricolor voltou a negociar por Borré e até subiu a oferta. No momento, os valores são de cerca de US$ 6 milhões de luvas, R$ 33,1 milhões, na cotação atual, US$ 2 milhões, aproximadamente R$ 11 milhões de salário por ano e mais bônus por metas no contrato, como na primeira investida.

Tanto da primeira vez como da segunda, o Grêmio ofereceu um contrato longo para Borré, de no mínimo três anos. O vínculo do atacante com o River Plate vai até o final de junho deste ano e ele já pode assinar um pré-contrato com outros clubes.

Os valores propostos pelo Grêmio são os maiores que Borré tem hoje à disposição. Ainda assim, internamente o Tricolor considera uma negociação complexa e complicada.

Porém, o clube gaúcho está disposto a entrar em um "leilão" para fechar com o jogador, caso surjam outros interessados.

O primeiro fator que pode complicar as tratativas é um possível interesse vindo da Europa, que ainda não aconteceu e é a preferência do jogador no momento. Mas há o entendimento que os clubes europeus podem vir com força até julho.

Além disso, outro cenário pouco provável seria uma renovação com o River.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!