Sportbuzz
Testeira
Mercado da Bola / TCHAU!

Botafogo faz acordo pela saída de Diego Cavalieri e Lecaros; veja os detalhes!

Diego Cavalieri e Lecaros serão dispensados pelo Botafogo para aliviar a folha salarial do clube Alvinegro

Redação Publicado em 16/09/2021, às 08h17

Botafogo vai dispensar Diego Cavalieri e Lecaros - GettyImages
Botafogo vai dispensar Diego Cavalieri e Lecaros - GettyImages

Pensando além das quatro linhas, o Botafogo anunciou na noite de quarta-feira, 15, que chegou a um acordo com o goleiro Diego Cavalieri, e com o atacante Lecaros para a saída de ambos do time carioca. Agora, os atletas já não fazem mais parte do elenco Alvinegro.

A decisão de dispensar os jogadores é totalmente financeira, de acordo com o site "Globo Esporte", já que o Botafogo precisa reduzir a folha salarial do elenco, especialmente depois da pandemia de coronavírus, que deixou um buraco nas contas.

"Como é de conhecimento público, o clube tem realizado uma série de ações internas difíceis, mas que são imprescindíveis para garantir a manutenção do compromisso orçamentário. O Botafogo agradece aos atletas pelo profissionalismo enquanto defenderam a camisa alvinegra, desejando sucesso em seus futuros desafios", informou o clube.

Além disso, Diego Cavalieri é um dos atletas mais caros do elenco Alvinegro, com seu salário chegando a custar mais de R$ 200 mil mensais ao Botafogo. Como está lesionado desde fevereiro, ele ainda não atuou na temporada 2021.

Já no caso de Alexander Lecaros, recentemente o atacante voltou de empréstimo do Avaí, e como não estava sendo utilizado por Enderson Moreira, o clube aproveitou também para dispensá-lo.

Com todo esse esforço do clube para poupar, o departamento de futebol entrou na mira como possibilidade de ter mais caixa chegando nos últimos meses de 2021. Assim, o lateral-esquerdo Guilherme Santos e o meia-atacante Felipe Ferreira são outros nomes avaliados para sair.

A publicação destaca que juntos, os salários dos quatro atletas custam em torno de R$ 400 mil por mês ao clube carioca. Inclusive, depois da chegada Rafael, como indicou o CEO Jorge Braga, a equipe acelerou o processo de venda de atletas.

Vale lembrar que o Botafogo não fez loucuras para contratar o lateral-direito, mas adicionou um custo que não estava previsto, até porque a negociação aconteceu de forma inesperada.

Além de fazer acordos com os jogadores que já estão no clube, o Botafogo também mudou a política de contratações para evitar problemas futuros, como os que se repetiram nos últimos anos. 


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!