Sportbuzz
Testeira
Mercado da Bola / EITA!

Atlético-MG é acionado na Fifa pelo River Plate por parcelas atrasadas

Atlético-MG não teria feito o pagamento de forma correta ao River Plate de algumas parcelas relacionadas a venda de Nacho Fernández ao clube

Redação Publicado em 26/04/2022, às 16h27 - Atualizado às 18h26

Atlético-MG é acionado na Fifa por não pagamento ao River Plate - Pedro Souza/Atlético/Flickr
Atlético-MG é acionado na Fifa por não pagamento ao River Plate - Pedro Souza/Atlético/Flickr

O Atlético-MG foi cobrado pelo River Plate, da Argentina, na Fifa, pela transação de compra de Nacho Fernández. A equipe mineira já tinha praticamente deixado para trás as dívidas protestadas nos tribunais da entidade, mas agora se deparou novamente com um entrave relacionado as suas contas na aquisição de jogadores.

De acordo com as informações do jornalista Lauro Jardim, do jornal "O Globo", o time brasileiro estaria negociando uma solução referente a esse caso que ainda deve ser julgado em primeira instância. A dívida questionada pelo River Plate ao Atlético-MG seria na casa dos US$ 2,5 milhões, cerca de R$ 12,4 milhões na cotação atual.

 

Canal - SportBuzz

Assim, elas são relacionadas a algumas parcelas em atraso no acordo que envolveu a compra do camisa 26 ainda no começo de 2021. Na época da compra, Nacho Fernández foi considerado como um dos jogadores mais caros da história do Galo. Ainda que o valor da dívida tenha sido divulgado pelo jornalista, as cifras totais da negociação ainda são desconhecidas.

O que se sabe é que na época em que o acordo foi fechado, a informação que circulada na imprensa era de que o Atlético-MG pagaria um total de US$ 6 milhões para tirar um dos jogadores mais fundamentais da Argentina. Sobre a dívida, ainda houve uma tentativa de acordo entre as partes, mas o River Plate decidiu por ir até a Fifa fazer a cobrança.

Atlético-MG é acionado na Fifa pelo River Plate
Atlético-MG é acionado na Fifa pelo River Plate (Crédito: Pedro Souza/Atlético/Flickr)

 

A publicação ainda destaca que até o momento não há um prazo para o julgamento do caso acontecer em primeira instância, mas a tendência é que muito provavelmente ele seja julgado na Câmara de Status dos Jogadores (Players Status Chambers). Vale lembrar que há algum tempo o TAS não marca uma audiência de processo em que o Atlético-MG faz parte do recurso judicial.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Nacho Fernández (@ignaciomartinfernandez)

 

Essa mesma tendência é observada na Fifa. Para se ter uma dimensão, no balancete do primeiro semestre de 2021, o clube mineiro informou que havia pagado R$ 63 milhões do passivo total na Fifa de dezembro de 2020, algo em torno de R$ 70 milhões. Assim, a situação na entidade segue controlada, ainda que o Galo tenha que lidar com esse impasse com o River.

A versão do Galo

Por meio de uma nota oficial divulgada durante a tarde desta terça-feira, 26, o Atlético-MG se pronunciou sobre a dívida com o River Plate. O clube mineiro reconheceu a falta de pagamento, afirmando que o caso se trata de um ''atraso pontual''. Apesar disso, o Galo reinterou que o valor devido aos argentinos é de US$1,66 milhão, cerca de R$ 8,2 milhões.

No texto, a diretoria diz que o débito aconteceu por conta de problemas no fluxo de caixa, entre o fim do ano passado e os primeiros meses de 2022. O clube ainda promete quitar o valor assim que a situação financeira ficar um pouco melhor. "Trata-se de atraso pontual, no valor de 1,66 milhão de dólares, motivado pelo momento financeiro (fluxo de caixa) por que passa o Clube, desde o final de 2021 e agravado no primeiro quadrimestre deste ano. Tão logo o problema de caixa esteja contornado, o Galo fará o pagamento devido'', diz o clube.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!