Sportbuzz
Testeira
Mercado da Bola / EAÍ?

Abel Ferreira abre o jogo sobre possibilidade de deixar o Palmeiras

Abel Ferreira vem sendo um alvo bastante cobiçado pelos clubes europeus para sair do Palmeiras, e comentou sobre essa chance levantada nas especulações

Redação Publicado em 11/03/2022, às 08h24

Abel Ferreira, treinador do Palmeiras - GettyImages
Abel Ferreira, treinador do Palmeiras - GettyImages

Abel Ferreira quebrou as especulações sobre uma possível saída do Palmeiras. Nome cobiçado na Europa para comandar os times de lá, o treinador falou sobre o assunto durante a coletiva realizada na noite desta quinta-feira, 10, depois da vitória Alviverde no clássico contra o São Paulo, no Morumbi, por 1 a 0.

Vale lembrar que o treinador tem contrato com o time paulista com validade até fim do ano, e em meio a sondagens de clubes como Benfica, de Portugal, e Granada, da Espanha, ele reforçou o fato de saber que ainda está com o vínculo em vigor, e o objetivo de cumprir até o último dia no comando do Palmeiras, isso se não houver uma renovação no meio do caminho.

 

Canal - SportBuzz

"Vocês já me conhecem, é para a torcida que eu falo diretamente. Já fui muito claro. Tenho contrato. No futebol tudo é possível, mas estou aqui para ouvir o que o clube tem para me dizer. Tudo no tempo de Deus. Vocês sabem a ligação que tenho com esses jogadores, é muito forte. Somos uma família de trabalho, ganhamos e perdemos juntos. Choramos de alegria e de tristeza juntos. Vou ouvir o que o clube tem a me dizer, e depois tudo a tempo de Deus. Lembrando que tenho contrato", disse o treinador.

Já sobre a partida pelo Paulistão, Abel avaliou que os primeiros 15 minutos do Palmeiras em campo, aliado a sua força defensiva foram os pontos altos do clássico paulista. No entanto, depois de marcar aos nove minutos, e ter 75% de posse de bola, o ritmo Alviverde diminuiu, o que fez com que o São Paulo crescesse em campo. Para o treinador o motivo foi o lado emocional.

Abel Ferreira segurando mais um troféu pelo Palmeiras
Abel Ferreira comemorando a conquista de mais um troféu pelo Palmeiras (Crédito: GettyImages)

 

"Eu gostei muito dos primeiros 15 minutos, a equipe entrou com personalidade e confiança. Quando dizem que só o Palmeiras tem grandes jogadores vocês viram que o São Paulo tem uma equipe com muita qualidade também. É isso que as pessoas às vezes não conseguem avaliar. Nem sempre as equipes mais qualificadas fazem o melhor time", apontou Abel antes de completar.

"Já joguei contra muitas equipes no Brasil, essa (São Paulo) tal qual o Palmeiras pode brigar pelo Paulista. Tem essa competência, como foi ano passado. É uma equipe que faz muito jogo interior. Nos primeiros 15 minutos estivemos muito bem, depois houve uma reação e entrou o lado mental do jogo. Depois dos 15 minutos, por estar em vantagem, começamos a não ser tão fortes sobretudo nos gatilhos de pressão e nos momentos que tivemos a bola, não termos essa mobilidade para passar e dar linha de passe. Sabemos que o adversário ia reagir e que teríamos de defender mais, mas temos de continuar no momento que temos bola a mesma dinâmica. Foi só isso que faltou. No momento com a bola continuar com a mesma atitude mental", concluiu.

A vitória manteve o Palmeiras com a melhor campanha geral do Paulistão, e na liderança do Grupo C. Classificado para a fase de mata-mata da competição, o time de Abel Ferreira hoje chegou aos 23 pontos somados, com uma boa vantagem com relação ao Mirassol, que tem 17 pontos, Ituano, que tem 15 pontos e Botafogo, também com 15.

 


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!