Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Lutas / MMA » VISH!

Wanderlei Silva, lutador de MMA, se posiciona sobre manifestações antirracistas e dispara: "Bando de vagabundo terroristas"

Em rede social, o atleta deu sua opinião sobre os recentes acontecimentos no mundo

Redação Publicado em 04/06/2020, às 15h45 - Atualizado às 16h44

Wanderlei Silva, lutador de MMA, se posiciona sobre manifestações antirracistas
Wanderlei Silva, lutador de MMA, se posiciona sobre manifestações antirracistas - Instagram

Na última semana, em Mineápolis, no Estados Unidos, um policial branco asfixiou um homem negro. A morte de George Floyd desencadeou uma série de manifestações em solo americano, o assunto também repercutiu nas redes sociais e alguns astros do esporte se pronunciaram sobre o tema. 

Muitos se posicionaram contra o racismo e a favor das manifestações que foram sendo desencadeadas ao longo dos últimos dias. No entanto, alguns atletas se colocaram contra esses atos e suas consequências como o depredamento de lojas e outros tipos de estabelecimentos.

Esse foi o caso de Wanderlei Silva, que em um comentário nas redes sociais se mostrou contra a violência durante as manifestações antirracistas. O lutador deu sua opinião e analisou o caso dando outros exemplos polêmicos. 

"Que racismo? Daqui a pouco norte contra sul, depois gays contra evangélicos, vai dizer que você apoia esse bando de vagabundo terroristas que depredaram a cidade ontem", escreveu.  

Crédito: Divulgação/ Wanderlei Silva se pronunciando em rede social  

 

Wanderlei Silva sofre acidente de bicicleta em Curitiba! 

Nesta semana, Wanderlei Silva sofreu um acidente de bicicleta nas ruas de Curitiba, Paraná. O "Cachorro Louco" teve de ser leveado ao hospital, pois sofreu escoriações no rosto e uma fratura no osso do pé. Essa é a segunda vez que o lutador é atropelado utilizando esse meio de transporte, a primeira aconteceu em 2016. 

Em entrevista ao blogo Direto do Óctogono, Wanderlei deu maiores detalhes do grave acidente que se envolveu nos últimos dias. 

"Eu estava passando pela Praça da Ucrânia em direção ao centro. Ali tem dois sinais de trânsito. Eu passei no primeiro sinal, e quando estava passando pelo segundo sinal, não posso falar que eu passei no vermelho ou o cara passou no vermelho. Eu passei distraído, e foi bem no momento em que o cara passou junto comigo. Ele bateu na minha bicicleta e me arremessou longe. Eu caí de cara no chão, e por isso ralei o rosto. Se eu não estivesse usando o capacete, poderia até ter morrido. De novo. É muita emoção nessa vida", explicou. 

Ele ainda relatou que o motorista que o atropelou teve grande atenção com o acontecimento e, inclusive, foi o responsável por levá-lo ao hospital. 

"Desta vez o motorista foi super gente boa, me colocou no carro dele. Apareceram algumas pessoas, uma guardou a minha bicicleta, outra guardou as minhas coisas e me ajudaram. Fiquei muito nervoso. Pensei até que pudesse ter sido um atentado de algum inimigo, mas acho que não. Foi um acidente. Mas podíamos frisar para que as pessoas em Curitiba e no Brasil tenham mais atenção no trânsito. Temos tido muitos mais ciclistas na cidade e não tem um lugar adequado pra andar. Eu tenho que andar na canaleta, que é o lugar menos pior, porque os motoristas não respeitam o ciclista, tiram fino, não dão a vez. Fiquei muito triste com esse acidente mais uma vez. Quebrei o pé e lixei o rosto, mas graças a Deus não tive nada mais grave. Quero pedir que as pessoas tenham mais consciência e não usem o celular no trânsito. Isso pode custar a vida de alguém, até de alguém que você gosta", concluiu.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!