Sportbuzz
Testeira
Lutas / MMA / BOXE!

UFC: Anderson Silva detona Dana White por veto em luta contra St-Pierre

Anderson Silva quer enfrentar St-Pierre no boxe, mas Dana White vetou o canadense

Redação Publicado em 08/09/2021, às 18h55 - Atualizado às 19h14

Anderson Silva detona Dana White, presidente do UFC - GettyImages
Anderson Silva detona Dana White, presidente do UFC - GettyImages

Depois de se desligar do UFC, Anderson Silva começou a falar um pouco mais sobre os bastidores da companhia e também de algumas atitudes de Dana White. Em entrevista ao podcast "Trocação Franca", o agora boxeador demonstrou todo seu descontentamento com o presidente do Ultimate Fighting devido ao veto de uma luta de boxe contra St-Pierre

O lutador brasileiro, que desde que trocou os octógonos pelos ringues sonha em enfrentar o candense, soltou o verbo contra Dana White. De acordo com Anderson Silva, o comandante do UFC é o principal responsável pelo encontro de titãs não acontecer, isso porque o dirigente já teria vetado o encontro. 

"St. Pierre é um cara que merece, não só ele, como todos, Vitor (Belfort), Tito (Ortiz), (Oscar) De La Hoya merecem respeito, são lendas. Acho que seria uma luta interessante, mas precisa do "todo poderoso" parar de ser chato e deixar ele seguir o caminho dele. Nada vindo do Dana me surpreende. Eu gostaria que liberasse, o cara (St-Pierre) tem vigor físico para continuar lutando. Não tem porque ficar travando, por ego, é ridículo", afirmou. 

"O cara não quer mais lutar MMA, tem a possibilidade de lutar mais dois, três, quatro, cinco anos no boxe, fazendo o novo normal. Ele não vai lutar com um cara novo, e sim com alguém que tem as condições de se apresentar bem. E você ficar segurando o cara num contrato depois de tudo que ele fez por sua companhia, fazer um negócio desse, é ridículo. Não precisa disso", seguiu. 

E as críticas para Dana White não pararam por aí. Anderson Silva relembrou sua relação com Dana White e a maneira como se relacionava com o presidente do UFC. De acordo com Spider, ele sempre bateu de frente com o dirigente e também pediu para que os atletas da companhia mudem de postura para que as coisas melhorem para os lutadores dentro do Ultimate. 

"Eu sempre bati de frente com ele (Dana). Todo mundo que sempre bateu de frente com ele acabou tendo problemas. O Dana White é o Dana White. É o representante maior do UFC, na minha opinião não é, são os atletas. Mas enquanto eles não se posicionarem de maneira correta, ficarem com medo de se posicionar, isso vai continuar acontecendo, porque a nova geração cria na mentalidade que quer ir pro UFC, mas não são unidos. Se eles fossem unidos e entendessem o valor deles dentro do esporte e da companhia, isso mudaria para as novas gerações", explicou. 

"Tive grandes momentos dentro do UFC, tive meus arranca-rabos com o Dana, e colocamos tudo em pratos limpos. Minha opinião pessoal sobre ele é uma, minha posição profissional é outra, e acho que as pessoas que não estiverem contentes têm que olhar o contrato antes de assumir o compromisso, porque fica fácil de tomar conta e direcionar o rumo da sua carreira. Quando você assina um contrato que você vai ficar preso a ele, que não tem como negociar, fica complicado falar do Dana depois. Ele vai fazer o que é melhor pra companhia dele, e você, como atleta, tem que entender que você é sua companhia, e seus representantes tem de lutar por seus direitos, o que não acontece com a maioria dos empresários", finalizou. 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!