Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Lutas / MMA » QUE NOITE!

Recuperação incrível de Overeen e polêmica luta de brasileiro marcam noite do UFC; confira!

Evento de Jacksonville foi bastante agitado para os amantes do mundo das lutas

Guilherme Assumpção Publicado em 17/05/2020, às 08h38

Overeen derrotou Walt Harris
Overeen derrotou Walt Harris - GettyImages

O UFC foi paralisado por quase dois meses devido à pandemia de coronavírus. Assim que a organização foi autorizada para retomar as lutas, diversos combates passaram a ser confirmados e neste sábado, 16, a entidade protagonizou mais um evento na cidade de Jacksonville, na Flórida.

Com a participação de três brasileiros e o aguardado confronto entre Allistair Overeen e Walt Harris pela divisão dos pesados (até 120kg), o evento contou com uma recuperação incrível de Overeen, além de duas vitórias brasileiras e uma polêmica no resultado da luta de Edson Barboza.

A luta principal da noite, entre o holandês Allistair Overeen e o americano Walt Harris, estava programada para acontecer em dezembro de 2019. Por problemas pessoais, o americano precisou deixar o card e Overeen acabou derrotado na ocasião por Jairzinho Rozenstruik.

O início da luta teve Harris dominando o centro do octógono e conectando bons golpes no holandês. Mesmo com um ferimento no olho, Overeen conseguiu se reerguer e passou a golpear o adversário. O americano já não tinha o mesmo ritmo e segurou o resultado até o final do primeiro round.

No segundo, Overeen voltou com tudo e, após acertar chute baixo nas pernas de Harris, o holandês aproveitou o espaço e acertou um chute espetacular na cabeça do americano, que desnorteado foi golpeado até a interrupção do juiz.

“Foi uma loucura, mas eu tenho que agradecer a minha equipe. Eu amo lutar, e sei que não vou fazer isso por mais 20 anos, então tenho que aproveitar esses momentos. Walt é um cara muito forte, está no limite da nossa categoria. Eu sabia que a guarda dele estaria um pouco mais baixa e o chute entrou. Mas ele não se entregou. Vamos ver como o ranking ficará e se eu terei uma chance de disputar o cinturão”, analisou Overeen em entrevista ao UFC no octógono.

A luta para Harris teve um sentimento complicado. O combate foi o primeiro após a perda de sua filha e o americano se mostrou muito agradecido pelo carinho que recebeu dos fãs.

“Quero agradecer ao UFC e a Dana White por tudo o que fizeram por mim e pela minha família. Quero dizer obrigado ao meu técnico, que está comigo todos os dias, e aos meus companheiros de treinos. Meus amigos e a minha comunidade têm apoiado muito a minha família. E aos fãs, que não estão aqui hoje, muito obrigado”, disse Harris em entrevista ao UFC.

Na segunda luta mais importante da noite, a brasileira Cláudia Gadelha, sexta colocada no ranking, e a americana Angela Hill, que vinha de três vitórias seguidas, se enfrentaram no octógono mais famoso do mundo. Com muita movimentação, a luta foi bastante agitada e a americana dificultou bastante a vida da brasileira.

Apesar disso, Claudinha aproveitou sua experiência após levar um knockdown e venceu o confronto por decisão dividida. Depois da luta, a brasileira desafiou Carla Esparza para seu próximo combate no UFC.

Outro brasileiro em ação neste sábado foi Edson Barboza, em busca de reabilitação na organização após duas derrotas seguidas. O carioca fez sua estreia na divisão dos penas diante do americano Dan Ige, invicto nas últimas cinco lutas.

Ige começou o embate bastante acelerado e conseguiu desferir bons golpes no brasileiro, que absorveu bem as pancadas e partiu para a reação. No primeiro round, Edson levou o rival para o chão e castigou o americano na luta de solo.

Utilizando-se da rapidez, Ige conseguia ser mais efetivo que o brasileiro e o segundo round foi bastante equilibrado. O último round teve as estratégias mantidas pelos lutadores, mas Ige conseguiu levar Barboza para o solo, o que fez com que os juízes dessem a vitória ao americano por decisão dividida. O resultado foi bastante contraditório e polêmico para os amantes das lutas.

Para finalizar a participação brasileira no card, Rodrigo ‘Zé Colmeia’ enfrentou o americano Don'Tale Mayes. Invicto no MMA, ‘Zé Colmeia’ foi contratado pelo UFC em 2019 depois da participação no programa ‘Contender Series’, quando impressionou o chefão Dana White. O mineiro faz a estreia no UFC entre os pesados (até 120kg).

Logo na estreia no UFC, Rodrigo teve ótima atuação e derrotou o americano com uma finalização por mata-leão no segundo round da luta. Após a vitória, o brasileiro demonstrou toda sua felicidade no octógono.

“Fiz um trabalho duro até aqui e estou muito feliz com o meu resultado. Tenho uma grande equipe como a ATT por trás de mim, com grandes companheiros de treinos e grandes treinadores. Eu confio muito na minha trocação, mas a minha estratégia era levar a luta para o chão, e fiz o que eu tinha que fazer para ir para a minha área de conforto para vencer. Agora quero vencer para a minha academia para jogar um pouco de Fortnite, mas tenho um nome para desafiar: Chase Sherman. Ele venceu, eu venci, então acho que é uma boa luta”, contou o brasileiro.


5 itens essenciais para quem pratica esportes de luta

1- Kit Training - https://amzn.to/2qKYtVH

2- Kimono Jiu Jitsu Unissex - https://amzn.to/2NjtZlo

3- Saco de Pancada Profissional - https://amzn.to/2oiEMDP

4- Kit Boxe Muay Thai - https://amzn.to/2MPVl3z

5- Aparador de soco - https://amzn.to/2pdn05j

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, o SportBuzz pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!