Sportbuzz
Testeira
Lutas / MMA / OLIMPÍADAS - TAEKWONDO

Por muito pouco! No taekwondo, Milena Titoneli é derrotada e fica longe do bronze olímpico

Milena Titoneli tinha conseguido avançar na repescagem do taekwondo, e seguiu rumo ao bronze olímpico, mas foi derrotada no último combate

Redação Publicado em 26/07/2021, às 09h06

Milena Titoneli fica fora do pódio pelo bronze olímpico no taekwondo - GettyImages
Milena Titoneli fica fora do pódio pelo bronze olímpico no taekwondo - GettyImages

Foi por muito pouco, mas Milena Titoneli acabou ficando fora do pódio olímpico, e sem sua medalha de bronze. A brasileira, que se deu bem na repescagem, acabou sendo derrotada pela marfinense Ruth Gbagbi por 12 a 8 na categoria de até 67kg do taekwondo.

Milena Titoneli estava buscando igualar o melhor resultado do país no esporte, depois da conquista dos bronzes de Natália Falavigna, em Pequim 2008, e Maicon Siqueira, na Rio 2016.

Com a vitória da marfinense, Ruth repete a medalha de bronze que foi conquistada na Rio 2016, mas além disso, a campeã mundial na categoria até 62kg em 2017, ainda tem no currículo duas medalhas de ouro no Grand Prix, em 2017 e 2019.

Já Milena conquistou a medalha de bronze no Campeonato Mundial de 2019, disputado em Manchester, na Inglaterra, e garantiu o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima, também em 2019.

"As Olimpíadas são a maior experiência que tive na minha vida. Agora é continuar trabalhando. Eu vou chegar em Paris mais forte. Como minha mãe diz, sou uma fênix, vou renascer das cinzas", avaliou a brasileira depois da luta.

A luta

Milena já começou a luta muito bem, se garantindo em um ponto de soco, mas logo na sequência, a marfinense empatou, e o placar se manteve em 1 a 1 até o fim do primeiro round, mostrando como o duelo seria equilibrado mais para frente.

Para o segundo round, ambas voltaram mais agressivas, e Gbagbi abriu 4 a 1 de vantagem, porém, Milena conseguiu encaixar um golpe na cabeça da adversária, e empatou em 4 a 4. Em seguida, a marfinense voltou a assumir a frente com um chute no tórax e fechou o assalto vencendo por 6 a 4.

Já no terceiro e decisivo round, contamos com uma sequência de pontos de socos das duas lutadoras. A marfinense estava vencendo por 7 a 6 quando acertou um belo golpe na cabeça da brasileira, abrindo 10 a 6.

A partir daí, Gbagbi insistiu em chutes no tórax no final do confronto, e acabou conseguindo ampliar a vantagem para 12 a 8.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!