Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Lutas / MMA » EITA!

Jon Jones pede US$ 10 milhões para enfrentar Ngannou, cita McGregor e alfineta presidente do UFC

Jogador utilizou suas redes sociais para justificar a pedida alta para a companhia

Redação Publicado em 31/03/2021, às 15h21 - Atualizado às 16h24

Jon Jones em ação pelo UFC
Jon Jones em ação pelo UFC - GettyImages

Sem lutar desde março de 2020 e em constante conflito com Dana White, Jon Jones parece enfim ter aceitado a ideia de enfretar Ngannou para tentar o cinturão peso-pesado (até 120 kg) do UFC.  Além disso, em suas redes sociais ele revelou conversas com o advogado da companhia e uma pedida entre US$ 8 e US$ 10 milhões para entrar no octógono novamente. 

"Tive uma breve reunião por telefone com o advogado do UFC, Hunter [Campbell], há alguns dias. A partir de agora, disse a ele que algo em torno de oito a US$ 10 milhões seria muito baixo para uma luta dessa magnitude. Isso é tudo o que foi discutido até agora", escreveu. 

Além de comentar sobre esse assunto, ele aproveitou para dar uma leve alfinetada em Dana White. Citando Conor McGregor como exemplo, Jon Jones contou que se a situação fosse a mesma com o lutador irlandês, a postura do presidente do UFC seria totalmente diferente. 

"Eu twittei "me mostre o dinheiro" e, evidentemente, irritou o chefe. Lição aprendida. Eu sinto que se Connor [McGregor] tivesse enviado o mesmo tweet, teria tido uma noite do uísque", destacou o americano, sem citar nomes em sua publicação. 

VEJA AS OUTRAS DECLARAÇÕES DE JON JONES NESTA QUARTA-FEIRA, 31!

"Na teoria, estou esperando para ver como vai ser a oferta deles. Realmente espero que os números não estejam perto disso [desses valores baixos]. Vamos ver o que acontece". 

"De uma coisa tenho certeza, nunca tive tanta gente animada para ver uma luta quanto estão agora, literalmente não consigo andar até a minha caixa de correio sem que alguém me pergunte sobre a luta".

"Eu tenho trabalhado pra caramba por anos, contusões, cirurgias, lutando a competição mais difícil que o UFC tinha a oferecer ao longo dos meus 20 anos por cerca de 2 milhões [de dólares] por luta. Só estou tentando ter meu dia de pagamento, a luta que todos nós, lutadores, acreditamos que um dia seja possível".

"Acredito que fui muito mal pago em todos os meus 20 anos. Eu nem estou aqui reclamando disso. Eu só quero ver o futuro sendo feito certo". 

"Eu sinto que essa luta é monumental, confrontos como esse não acontecem com frequência na vida. Parar Francis [Ngannou] na minha primeira luta no peso-pesado seria nada menos do que extraordinário. [Muhammad] Ali x [George] Foreman, apresentado pelo UFC".

"Todo mundo sabe que os lutadores não chegam perto do que realmente trazem quando lutam. Eu realmente não vejo qual é o grande problema de pagar o seu evento principal por uma das maiores lutas possíveis de todos os tempos. Não é nem como se eu estivesse pedindo pelo meu valor justo".

"Só quero números respeitáveis, para não me sentir um idiota entrando na maior luta da minha vida".


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!