Sportbuzz
Testeira
Lutas / MMA / PREJUÍZO MILIONÁRIO

Drake perde quantia milionária por luta no UFC 272

Drake, que apostou em luta do UFC 272, sofreu um prejuízo milionário com o resultado; artista havia lucrado mais de R$ 3 milhões em biticon no Super Bowl LVI

Redação Publicado em 07/03/2022, às 14h51 - Atualizado às 15h19

Drake perde quantia milionária por luta no UFC 272 - GettyImages
Drake perde quantia milionária por luta no UFC 272 - GettyImages

O rapper Drake é um grande adepto às apostas em diversos esportes, mas acabou não levando a melhor no último final de semana, com o UFC 272. Após lucrar R$ 3,9 milhões em bitcoin no Super Bowl 2022, em fevereiro, o artista canadense sofreu um prejuízo de 275 mil dólares (cerca de R$ 1,39 milhão) com a derrota de Jorge Masvidal para Colby Covington, na luta principal do último sábado, 5, em Las Vegas.

Covington, que foi dominante e venceu por decisão unânime dos juízes, era o favorito nas casas de apostas. Se o resultado do UFC 272 tivesse sido a vitória de Masvidal, Drake faturaria mais que o dobro de seu prejuízo e sua aposta lhe renderia 701 mil dólares (cerca de R$ 3,5 milhões).

Canal - SportBuzz:

Vencedor da luta principal no último evento do UFC, o lutador norte-americano não deixou escapar a oportunidade de provocar a aposta do artista. Após o confronto, Colby Covington disparou: “Vamos falar sobre todo o dinheiro que Drake perdeu esta noite, ele precisa voltar a vender esses álbuns de m*** para recuperar o dinheiro”.

Derrotado na noite de sábado, Jorge Masvidal também falou sobre o assunto e prometeu um jantar para o rapper em Miami. Pelas redes sociais, ele fez o convite ao artista: “Da próxima vez que você jantar em Miami é por minha conta Drake”, escreveu o lutador norte-americano horas após a luta.

Masvidal perde no UFC 272
Masvidal perde para Covington no UFC 272 (Crédito: GettyImages)

 

Covington garante "morte" de Masvidal após vitória

No UFC 272, realizado na madrugada de sábado, 5, para domingo, 6, Colby Covington teve uma atuação dominante diante de Jorge Masdival e venceu por decisão unânime o rival. Mesmo saindo vitorioso na luta válida pela categoria dos meio-médios, o americano revelou que poderia ter matado o ex-amigo e que também encararia mais cinco rounds.

“Deixei as emoções tomarem conta de mim, mas ainda assim fui dominante. Acabei de mostrar que não sou o lutador número 1 do mundo à toa. E a luta nem foi competitiva esta noite. Se tivéssemos lutado na rua, ele teria tido a cabeça arrancada, porque ninguém poderia ajudá-lo Ele teve sorte do UFC estar aqui para salvá-lo, porque se lutássemos na rua ele estaria morto”, disse ao “Combate”.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!