Sportbuzz
Testeira
Lutas / MMA / ESCOLHIDOS!

Dois contratados para o UFC são anunciado por Dana White, mas brasileiros ficam de fora; confira!

Quinta etapa desta temporada de Contender Series, apresentada por Dana White, contou com apenas dois lutadores premiados

Redação Publicado em 29/09/2021, às 08h06

Dana White, chefão do UFC - GettyImages
Dana White, chefão do UFC - GettyImages

Quem assistiu a quinta temporada da série apresentada por Dana White, o Contender Series, ficou na expectativa de um brasileiro conseguir o contrato do UFC. No entanto, o chefão nos decepcionou, e dos dois nomes anunciados por eles, o Brasil ficou de fora.

A quinta edição desta temporada aconteceu nesta terça-feira, 28, em Las Vegas, e apenas dois lutadores garantiram um contrato com o UFC. Com três representantes, somente um brasileiro conseguiu vencer, mas não foi o suficiente para garanti-lo no principal evento de MMA.

O nome do vencedor foi Caio Borralho, que fez a terceira luta da noite contra o canadense Aaron Jeffery, em uma disputa pela divisão dos médios.

Caio foi bem no primeiro round, conseguindo mandar bons golpes em pé e frustrando os ataques do seu adversário. Borralho chegou com uma estratégia diferente no segundo round quando também apostou nas quedas, derrubando duas vezes seu oponente.

Jeffery se levantou nas duas oportunidades, mas continuou em desvantagem. Ele ainda conseguiu deixar a disputa equilibrada no terceiro round e deixou o jogo de Borralho mais difícil, mas não foi o suficiente para levar o combate, que o brasileiro venceu por unanimidade.

Na entrevista depois da luta, Borralho comemorou bastante por conta da sua atuação, crente de que havia garantido o contrato com o Ultimate, mas ao fim do evento, Dana White não mostrou empolgação, e ele não foi contratado pelo UFC.

Lucas Almeida

Na outra disputa, o campeão do Jungle Fight, Lucas Almeida fez um duelo de invictos contra o mexicano Daniel Zellhuber. Bem agressivo na trocação, o brasileiro fez um ótimo primeiro round, atacando seu adversário o tempo todo.

Daniel aguentou bem os golpes, e continuou vivo na disputa. No segundo round o mexicano voltou melhor, e acertou uma queda logo no início. No chão, ele golpeou e foi cansando o brasileiro, que conseguiu se levantar, mas continuou em desvantagem.

O terceiro round já foi mais equilibrado, com os dois lutadores buscando o combate o tempo todo, mesmo estando mais cansados. Com a qualidade do confronto, Dana White aplaudiu de pé a luta, que foi vencida pelo mexicano por decisão unânime.

Por conta disso, no final do evento Dana White anunciou a contratação de Zellhuber e elogiou o brasileiro, mas disse que será necessário que Lucas vença uma luta em outro evento para ter uma nova oportunidade.

Edivan Santos

Entre pesos-pesados a primeira luta da noite começou. Edivan Santos encarou Rizvan Kuniev, e os dois fizeram um primeiro round bem equilibrado. O russo levava perigo na trocação, mas Edivan respondia bem, encaixando golpes duros no adversário.

Kuniev chegou a derrubar, mas o brasileiro conseguiu escapar rapidamente da posição ruim em que ficou, e levou de novo a disputa para a trocação.

O segundo round foi de Kuniev, que colocou pra baixo e castigou o brasileiro no ground and pound. O russo foi para definir na etapa final, e derrubou Edivan. Kuniev mandou uma forte sequência de socos e cotoveladas de dentro da guarda, até o árbitro interromper e decretar o nocaute técnico.

Desta vez, Dana White não contratou o vencedor da luta, e disse ao brasileiro para ele descer de peso para lutar entre os meio-pesados em seus próximos combates.

O último contratado

Pela luta principal da noite, o ucraniano Ihor Potieria aplicou um knockdown em Lucasz Sudolski e decretou o fim da disputa com uma série de socos no chão aos 3m41s do primeiro round. Por essa, Potieria foi presenteado com um contrato com o UFC.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!