Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira

Dana White é acionado por suposta quebra de acordo após extorsão por vídeo de sexo

Presidente do Ultimate foi identificado como a figura central de um caso de extorsão em 2015

Gabriela Santos Publicado em 06/04/2020, às 11h36

Dana White é acionado por suposta quebra de acordo após extorsão por vídeo de sexo
Dana White é acionado por suposta quebra de acordo após extorsão por vídeo de sexo - GettyImages

Dana White foi identificado como o centro de um caso de extorsão de 2015, cuja identidade estava mantida sob sigilo até o momento. O processo envolvendo o presidente do UFC foi divulgado no sábado pelo Las Vegas Review Journal.

Na ação, movida na sexta-feira, 3, por Ernesto Joshua Ramos, no Tribunal Distrital de Clark County, em Nevada, Estados Unidos, o autor alega quebra de contrato por parte de Dana White e advogados do UFC em uma cláusula de confidencialidade que protegia o promotor e o Ultimate de constrangimento e potenciais perdas financeiras meses antes de a organização ter sido vendida por mais de US$ 4 bilhões.

Ernesto Ramos diz que o acordo de confidencialidade que ele assinou foi em troca de se declarar culpado de uma acusação de extorsão. Em uma armadilha preparada pelo FBI, Ramos foi pego recebendo US$ 200 mil de Dana White, que aparece no vídeo fazendo sexo com uma dançarina do clube Spearmint Rhino, em Las Vegas. O vídeo teria sido gravado no Brasil, para onde o mandatário viajou com a moça, autora das imagens.

O processo alega que "as ações de White foram fraudulentas, opressivas e projetadas para incentivar Ramos a se declarar culpado, para que ele pudesse negociar um acordo substancial, o que impediria a divulgação de suas ações em julgamento para benefício pessoal de White e seus interesses e negócios relacionados".

Ernesto Ramos acreditava que o acordo com o mandatário do UFC valia US$ 1 milhão durante o início das negociações, mas disse que a oferta de Dana White foi de US$ 450 mil depois de uma quebra inicial no acordo, em abril de 2016. Entretanto, ainda de acordo com Ramos, Dana mudou de posição e não ofereceu nada. Ernesto, agora, busca indenização superior a US$ 65 mil por quebra de contrato, má fé e danos morais.

“Eu acabei de descobrir que este processo de m*** foi colocado contra mim ontem (sexta-feira). Este cara foi preso por tentar me extorquir cinco anos atrás. Agora ele contratou um advogado que também é um criminoso condenado e está tentando me extorquir de novo por US$ 10 milhões. Ele não tirou nenhum dinheiro de mim da última vez e não vai tirar nenhum dinheiro de mim agora. Estou ansioso para que o tribunal rejeite isso rapidamente, para que eu possa me livrar destes desgraçados para sempre”, disse Dana White, ao Las Vegas Review-Journal.

Em outubro de 2015, Ramos foi acusado de extorsão por trocas de mensagens durante três meses com Dana White. Como parte do contrato, o vídeo de Dana com a dançarina foi destruído. De acordo com o processo, Ernesto Ramos confrontou Dana White sobre ter feito sexo com a sua namorada e enviou um vídeo deles de dois segundos com o ato, ameaçando contar para a esposa do dirigente e publicar fotos embaraçosas no "Instagram".

Depois que Ernesto aceitou US$ 200 mil de Dana White, o FBI preparou uma armadilha para ele e o prendeu. O juiz do caso concordou com a ordem de proteção da identidade da vítima, que foi descrita nos documentos como "um morador de Las Vegas com dois filhos menores de idade" e "co-proprietário de um negócio conhecido".

Dois meses após ser declarado culpado, Ramos tentou reverter a decisão ao alegar que Dana recusou pagar a quantia para ele, mas o juiz negou o pedido e ele ficou preso por 366 dias.


5 itens essenciais para quem pratica esportes de luta

1- Kit Training - https://amzn.to/2qKYtVH

2- Kimono Jiu Jitsu Unissex - https://amzn.to/2NjtZlo

3- Saco de Pancada Profissional - https://amzn.to/2oiEMDP

4- Kit Boxe Muay Thai - https://amzn.to/2MPVl3z

5- Aparador de soco - https://amzn.to/2pdn05j

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, o SportBuzz pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!