Sportbuzz
Testeira
Lutas / MMA / FICA NO PASSADO!

Após nova confusão, Jon Jones se pronuncia pela primeira vez e promete: "Vou deixar o álcool no passado"

Jon Jones foi preso na última semana sob acusação de violência doméstica

Redação Publicado em 29/09/2021, às 11h02

Jon Jones, lutador, sentado no chão - GettyImages
Jon Jones, lutador, sentado no chão - GettyImages

Uma semana depois de ter sido preso sob acusação de violência doméstica e danificação de veículo, em Las Vegas, Jon Jones se pronunciou pela primeira vez na noite desta terça-feira, 28, pelas redes sociais.

Em uma publicação no stories do "Instagram", Jon Jones não falou diretamente sobre as acusações e tudo que aconteceu, mas deixou algumas mensagens relacionadas ao seu atual momento, e ainda projetando uma vida melhor a partir de agora.

Jon Jone fala sobre caso de agressão (Crédito: Reprodução/Instagram)

 

"Eu tenho muito trauma em consumir álcool. Meu cérebro simplesmente não consegue mais lidar com isso. Eu vou deixar o álcool no meu passado para sempre", escreveu.

"Agora é hora de trabalhar mais duro do que nunca", continuou.

"Transformar esse pesadelo na melhor coisa que já aconteceu na minha vida".

"O que o diabo significa para o mal, Deus significa para o bem".

"De volta para os trilhos", finalizou.

Também nesta terça, o caso em que o ex-campeão do UFC se envolveu ganhou mais detalhes por meio do boletim de ocorrência, obtido pelo site americano "TMZ".

De acordo com ele, a agressão pela Jon Jones está sendo acusado seria ter puxado a noiva, Jessie Moses, pelo cabelo, apesar de ter indícios de que poderia ter havido mais do que isso por conta das marcas de sangue na camisa dela e nos lábios, que estavam inchados.

Já o dano ao veículo foi causado por uma cabeçada do lutador a uma viatura policial no momento da sua detenção.

O casal estava em Las Vegas junto das suas três filhas para a indução de Jon Jones no Hall da Fama do UFC por conta da luta que fez contra Alexander Gustafsson no UFC 165, em 2013. A agressão teria acontecido horas depois da premiação.

Preso, o lutador ficou menos de 24 horas na delegacia, até pagar uma fiança de R$ 43 mil e ser liberado. A audiência de avaliação sobre o caso está marcada para o dia 26 de outubro, quando será definido se a queixa terá andamento ou não.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!