Sportbuzz
Testeira
Colunistas / José Renato / CLÁSSICO DAS MULTIDÕES

Santa Cruz e Sport: conheça algumas curiosidades do Clássico das Multidões

Santa Cruz e Sport protagonizam a maior rivalidade do estado de Pernambuco

José Renato Publicado em 17/08/2021, às 13h58 - Atualizado às 15h21

O clássico entre Santa Cruz e Sport é chamado de Clássico das Multidões - Getty Images/ Divulgação
O clássico entre Santa Cruz e Sport é chamado de Clássico das Multidões - Getty Images/ Divulgação

SANTA CRUZ X SPORT

Além de contar com as duas maiores torcidas do estado, o Clássico das Multidões conta com os times que mais vezes decidiram o campeonato estadual. A vantagem de vitórias é favorável ao Leão da Ilha, sobretudo nos primeiros anos de confrontos, sendo que, nas seis primeiras finais entre os rivais, cinco foram vencidas pelo Sport.

Primórdios da rivalidade

O primeiro jogo aconteceu em 1916, um amistoso vencido pelo Santa Cruz por 2 a 0. Porém já no ano seguinte o Sport conquistou seu primeiro bicampeonato, vencendo de virada o rival por 3 a 1.

Inauguração da Ilha do Retiro

Em 4 de abril de 1937, o Sport inaugurou o estádio da Ilha do Retiro, que tem esse nome devido à construção sobre uma ilha (houve antes o aterramento do local). O jogo inaugural foi um amistoso contra o Santa Cruz, um eletrizante 6 a 5 para os anfitriões.

Supercampeonato de 1957

As finais do campeonato estadual de 1957 aconteceram já em 1958 e contaram com a participação dos três grandes do estado, sempre que isso acontece é comum utilizar a denominação Supercampeonato. No caso os participantes foram Náutico, Santa Cruz e Sport, que venceram cada um dos turnos disputados.

Após um empate em 1 a 1 entre Náutico e Sport, e vitória tricolor, por 3 a 1, frente aos alvirrubros na partida seguinte, Sport e Santa Cruz se enfrentariam na partida decisiva. O empate era favorável aos tricolores que estavam amargando um jejum de 10 anos sem ganhar um estadual.

A primeira disputa, no entanto, foi no sorteio para a definição do local da partida. Diante a impossibilidade de utilizar o Arruda, que na época não comportava grandes públicos, o Santa Cruz queria mandar o jogo no estádio dos Aflitos, enquanto o Sport queria jogar em seu campo, na Ilha do Retiro. No sorteio deu Sport.

Já em campo, em 16 de março de 1958, com mais de 35 mil torcedores, o Santa Cruz, que contava com grandes nomes, entre eles os dos futuros palmeirenses Zequinha e Aldemar, levou a melhor com um emocionante 3 a 2 frente aos rubro-negros liderados por ninguém menos do que o goleiro Manga.

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!