Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Futebol / VAI DAR CERTO, ZÉ!

Zé Love abre o coração e detona atitude do STJD; entenda!

Longe dos gramados, Zé Love quer voltar ao futebol brasileiro após se recuperar da depressão e deseja colocar o sorriso no rosto para se recuperar de vez

Redação Publicado em 28/07/2022, às 16h04

Zé Love fez história no Santos - Ricardo Saibun / Santos FC / Flickr
Zé Love fez história no Santos - Ricardo Saibun / Santos FC / Flickr

Depois de fazer forte desabafo nas redes sociais, o atacante Zé Love decidiu abrir o coração sobre o momento da carreira, visto que está sem clube após ser dispensado pelo Brasiliense. Ainda se recuperando da depressão, o jogador quer voltar aos gramados o mais rápido possível para retomar a alegria de fazer o que ama.

Em entrevista ao “Grupo Globo”, Zé Love quebrou o silêncio e lamentou tudo o que viveu após ser suspenso pelo STJD. Na ocasião, o atacante vestia a camisa do Brasiliense e se incomodou com a marcação de um pênalti. Depois do relato da arbitragem, o campeão da Libertadores de 2011 foi acusado de cuspir e agredir fisicamente e verbalmente os árbitros do jogo.

Por conta do relato do trio de arbitragem, Zé Love foi julgado pelo STJD e pegou uma suspensão de 380 dias, que depois foi reduzida para 130 dias, além da cobrança de uma multa. E foi a partir disso que o atacante passou a ser internado com frequência e diagnosticado com depressão, já que ficou afastado do futebol e teve seu contrato rescindido pelo Brasiliense.

Não é frescura. Tem gente que perde a vida por causa dessa doença. Eu cheguei a pensar nisso. Era um sofrimento, uma dor que a gente não consegue tirar do peito. Hoje penso que felizmente eu tive o suporte, uma família que enfrentou isso do meu lado, acompanhamento médico, medicamentos. Mas e quem não pode ter isso tudo?”, disse Zé Love.
Zé Love em ação
Zé Love quer uma nova oportunidade no futebol (Crédito: Ricardo Saibun / Santos FC / Flickr)

Eu fui condenado por algo que não fiz. Se tivesse sido algo que fiz, a primeira coisa que eu iria fazer é pedir perdão, primeiro a Deus, depois a quem eu machuquei. Fui condenado por uma coisa que jamais faria. No calor do momento, a gente perde o controle, mas não cheguei a agredi-lo. Agredi sim verbalmente e, por isso, devo desculpas. Mas não bati ou cuspi”, afirmou.

Diante do drama vivido após a rescisão do contrato e ainda com os efeitos da depressão, Zé Love precisou se unir à família para superar o problema. Agora, o atacante só quer voltar aos gramados e colocar o sorriso no rosto mais uma vez. Para ele, o tempo vivido longe dos jogos de futebol passa mais devagar.

Eu levanto, eu durmo, passo o dia todo me imaginando dentro do campo, a torcida em volta, e eu jogando futebol. A gente sabe que jogador tem uma carreira curta, que passa rápido, eu quero aproveitar isso. O pior é ter visto que esse último ano fora do campo não passou nada rápido. Ele demorou demais”, encerrou Zé Love.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!