Sportbuzz
Testeira
Futebol / EITA!

Vice do Fluminense dispara contra Ganso e acusa: "Gosta de derrubar técnicos"

Ganso saiu irritado ao ser substituído no jogo do Fluminense

Redação Publicado em 18/07/2021, às 19h17

Ganso segue sem muito espaço no Fluminense - GettyImages
Ganso segue sem muito espaço no Fluminense - GettyImages

Na noite do último sábado, 17, o Fluminense entrou em campo para enfrentar o Grêmio e saiu derrotado do Maracanã por 1 a 0. Além do revés, outro fato chamou bastante atenção. Escalado como titular, Paulo Henrique Ganso voltou a se irritar com a substituição.

E para piorar a situação, Celso Barros, que é vice geral do Tricolor das Laranjeiras, usou as redes sociais na tarde deste domingo, 18, para disparar críticas e acusações contra Paulo Henrique Ganso.

E mais uma vez, o meia Ganso reclamou ao ser substituído. Quem deveria reclamar é a torcida do Fluminense, porque o atleta em dois anos e meio de contrato não jogou nada. Além disso Ganso é um sonso”, iniciou Celso Barros.

Gosta de derrubar técnicos e até dirigentes. Quando estive no futebol do Flu, ele procurou me indispor com o grupo, porque não se conformava com a saída do técnico Fernando Diniz”, completou.

Vale destacar que Celso Barros ainda segue com o título de vice geral do Fluminense. Porém, o dirigente não exerce a função desde o ano de 2019, quando foi afastado da diretoria. Contudo, o profissional segue atento aos acontecimentos.

O SportBuzz entrou em contato com o Fluminense e com o meia Paulo Henrique Ganso para pedir um posicionamento, mas nenhum dos envolvidos respondeu a reportagem até a publicação desta matéria.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Celso Barros (@celsobarrosoficial)

 

ROGER MACHADO FALA!

Em entrevista coletiva, Roger Machado também avaliou a ira de Paulo Henrique Ganso. Ao colocar panos quentes na situação, o treinador não quis polemizar e afirmou não ter visto nada demais na atitude do meia.

Acho que a gente precisa deixar de polemizar essas questões quando os atletas saem de campo substituídos. Antes eram três jogadores que saiam sem gostar, agora são cinco. Aumentou o número. O atleta não gosta de sair, isso é fato, ainda mais quando ele acredita que está se sentindo bem em campo”, iniciou. 

E 90% dos atletas se sentem bem em campo até o momento que o treinador decide pela saída. Não vi nada demais na saída do Paulo (Ganso). O Atleta tem todo direito de não se sentir confortável com a saída. Não vamos colocar algo onde não existe”, falou Roger.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!