Sportbuzz
Testeira
Futebol / Palmeiras

Raphael Veiga diz que o apoio da torcida ajuda, mas quem resolve dentro de campo são os jogadores

Depois do empate por 0x0 contra o Atlético no Allianz, o meia foi perguntado sobre a questão envolvendo as torcidas nos estádios

Redação Publicado em 22/09/2021, às 08h48

Allan e Raphael Veiga disputam a bola - Getty Images
Allan e Raphael Veiga disputam a bola - Getty Images

Na noite de ontem, 21, o Palmeiras recebeu o Atlético-MG pela partida de ida da semifinal da Copa Libertadores. A partida terminou em 0x0, com um pênalti perdido por Hulk no primeiro tempo. Com isso, levantou-se a questão da presença da torcida! 

O Galo poderá ter uma parte do público presente no estádio, e o meia Raphael Veiga comentou sobre a situação, confira: 

 

 

Para Veiga, o time de fato sente falta do apoio dos torcedores nas arquibancadas, mas a classificação para a final depende apenas dos jogadores:

"Aqui, a gente tem vários jogadores experientes. Lógico que, se eu pudesse escolher, gostaria de ter nossa torcida a nosso favor, porque sei o quanto que ela nos ajuda. A gente sente saudade de jogar com a casa cheia. Mas tem coisas que a gente não controla, não pode ficar gastando energia com essas coisas, tem que respeitar as autoridades", disse Veiga

"A gente vai lá, vai fazer um bom jogo, vai concentrado. A gente sabe que torcida ajuda, mas quem resolve os problemas mesmo somos nós dentro de campo", concluiu. 

O Atlético poderá ter até 30% da capacidade total do Mineirão na próxima terça-feira, e o clube divulgou que todos os ingressos colocados a venda foram vendidos. 

A segunda partida entre Atlético-MG e Palmeiras será na próxima terça (28/09), às 21h30. Quem avançar pode ter Barcelona-EQU ou Flamengo como adversário na final.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!