Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » RESPONDEU!

Vanderlei Luxemburgo rebate reclamações de meia do Palmeiras e diz:"Não me incomoda"

Alejandro Guerra manifestou sua insatisfação na última terça-feira, 5, em uma entrevista recente

Lucas Miluzzi Publicado em 06/05/2020, às 19h26 - Atualizado às 20h00

Vanderlei Luxemburgo não vem utilizando Alejandro Guerra no elenco
Vanderlei Luxemburgo não vem utilizando Alejandro Guerra no elenco - GettyImages

Nesta quarta-feira, 6, Vanderlei Luxemburgo se pronunciou sobre as recentes falas de Alejandro Guerra. Recentemente, o venezuelano revelou que não se sente valorizado e criticou a postura do clube nos últimos meses em relação a ele. 

Questionado sobre essa insatisfação do meio-campista, Luxa fugiu de polêmicas e disse que o atleta tem o direito de reclamar e que isso não o incomoda. Vale lembrar que o meia esteve emprestado ao Bahia na última temporada.

"Já vi declarações como essas tantas vezes na minha vida no futebol e vocês também. Não é novidade. Então, não tem que discutir. São declarações normais. Não me incomoda, é um direito que ele tem de externar seus pontos de vista”, afirmou em entrevista à ESPN.

Em entrevista ao podcast El Drink Team, Guerra disse estar triste com a atitude do clube considerada por ele como falta de respeito.

O meia tem seu vínculo com o clube até o final deste ano, no entanto, desde que voltou de empréstimo do Bahia, Guerra não conseguiu encontrar nenhum outro clube para se transferir e assim, passou a treinar separado do restante do elenco.

"Estava treinando à parte, em outro horário. Isso não se faz com ninguém, é uma falta de respeito, em todos os sentidos da palavra. Se a equipe treina de manhã, eu treino à tarde. Se a equipe treina à tarde, eu treino de manhã", disse antes de completar.

"É uma falta de respeito comigo. Ninguém merece isso. Isso me deixa triste, me faz não confiar no meu potencial, no meu futebol. O que me dá forças é ficar com minha família em casa", concluiu.

Antes de se mostrar descontente com as atitudes do time paulista, o meia contou um caso em que abriu mão à toa de uma convocação para a Seleção Venezuelana, a pedido do clube.

"Chamei o diretor de futebol. 'Vocês disseram que me querem e não me colocam para jogar. Parece uma falta de respeito de vocês. Sabem que não vou viajar com minha seleção'. Pediram calma, que eu estava com raiva. Fiz o sacrifício de não ir à seleção, depois tive lesões. Mas que atleta profissional não se lesiona?", questionou.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!