Sportbuzz
Testeira
Futebol / VALE A ARTILHARIA?

“Vale a pena marcar 50 gols e não ser campeão?”, questiona Mbappé

Atacante Kylian Mbappé vê artilharia na temporada menos valiosa do que a conquista de um título com o time, e revela que maturidade o fez reconhecer a importância de dar assistências

Redação Publicado em 17/12/2021, às 10h07

“Vale a pena marcar 50 gols e não ser campeão?”, questiona Mbappé - GettyImages
“Vale a pena marcar 50 gols e não ser campeão?”, questiona Mbappé - GettyImages

Estrela do Paris Saint-Germain, o atacante Kylian Mbappé não vê artilharia como principal foco na temporada. Em entrevista à TV oficial do clube, o camisa 7 afirmou que a marca individual não deve ser melhor do que conquistar um título. O francês questionou se compensa ser goleador em ano sem levantar taças pelo PSG.

No ano passado, tive um grande ano pessoalmente, fiz mais de 40 gols, marquei na Champions League. Fui o maior artilheiro, mas não vencemos o Campeonato Francês. Não ganhamos a Champions League”, declarou Mbappé.

Canal SportBuzz:

“No fim das contas, eu me pergunto: ‘Vale a pena marcar 50 gols e não ser campeão?’ Digamos que desta vez eu prefira aparecer um pouco menos, dar algumas assistências e ganhar a Ligue 1 (Campeonato Francês) e a Champions”, analisou o camisa 7.

Na temporada de 2021/22, Mbappé ganhou Lionel Messi como companheiro de equipe para se juntar a ele e ao brasileiro Neymar Jr. O atacante francês reconheceu que não dá para ser 100% efetivo com o trio estrelado e destacou a necessidade de dar também assistências.

“Vale a pena marcar 50 gols e não ser campeão?”, questiona Mbappé (Crédito: GettyImages)

 

“É certo que quando você joga com nomes como Messi e Neymar, em 12 bolas não dá para você finalizar 12 vezes. É impossível. Você também tem que saber dá-la aos amigos, agradá-los. Porque esses são os jogadores que vão nos ajudar a vencer. Metas individuais, claro, são boas, mas se você não é o campeão, só apreciará pela metade. O objetivo é realmente ganhar títulos, isso é o mais importante”, completou.

“Quando você faz os dois, o gol e o passe, mostra que pode ser imprevisível. Hoje, a vantagem é que não sabem se vou chutar ou se vou passar, sendo que antes as pessoas esperavam que eu chutasse. ‘Kylian é o artilheiro do time, ele vai chutar’, mas agora é muito mais imprevisível. E também é uma questão de maturidade, cresci e percebi que os passes não me impediam de fazer gol”, acrescentou.

O Paris Saint-Germain volta a campo no próximo domingo, 19, às 17h10 (de Brasília), para enfrentar o Feignies, fora de casa, pela primeira rodada da Copa da França. Pelo Campeonato Francês, competição em que é líder, enfrenta o Lorient-Bretagne Sud na próxima quarta-feira, 22, às 17h.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!