Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » DECISÃO DO PARAIBANO!

Treze faz 2 x 0 no primeiro jogo da final sobre o Campinense e vai para a decisão com vantagem!

Alexandre Santana marcou o primeiro gol que deixa o Galo mais tranquilo para a segunda etapa

Izabella Macedo Publicado em 12/08/2020, às 18h00

Treze faz 2 x 0 no primeiro jogo da final sobre o Campinense e vai para a decisão com vantagem!
Treze faz 2 x 0 no primeiro jogo da final sobre o Campinense e vai para a decisão com vantagem! - Transmissão TV13 Oficial

Campinense e Treze entraram em campo nesta quarta-feira, 12, pelo primeiro jogo da decisão do Campeonato Paraibano no Estádio Amigão, em Campina Grande.

Este foi o terceiro confronto entre Campinense e treze nesta temporada. Por enquanto, a vantagem é do Galo, que venceu a Raposa por 1 a 0 pela 10ª rodada da primeira fase do Paraibano, enquanto que a outra partida, válida pela quinta rodada, terminou empatado por 1 a 1.

O Campinense chegou à final após terminar a fase de grupos na primeira colocação do Grupo B e eliminar o Sousa nas semifinais.

Já o Treze chegou à final do Campeonato Paraibano após terminar a fase de grupos na primeira colocação do Grupo A e eliminar o Botafogo-PB nas semifinais. 

As duas equipes tinham pontos em comum e um deles foi a chegada de seus atuais treinadores no meio do campeonato.

O técnico do Campinense assumiu o time já na reta final da primeira fase e assim, segue sem vencer no comando do Rubro-Negro.

O treinador do Treze também chegou ao clube com o campeonato em andamento, mas já está há mais tempo no cargo que o seu rival. Ao todo, comandou o Alvinegro em seis jogos, com quatro vitórias, um empate e uma derrota.

Assim, o Campinense entrou em campo com os seguintes titulares:

Welligton, Alex Travassos, Alex Maranhão, Breno, Matheus Camargo, Pêu, Robertinho, Vinicius Araújo, Bismarck, Rafael Ibiapino e Reinaldo Alagoano.

E o Treze chegou para a decisão sem Rezende, que testou positivo pra o novo coronavírus e teve como boa notícia a volta de Ítalo, relacionado entre os reservas.

Início do primeiro tempo!

Nos primeiros segundos, mas ainda sem perigo, o Treze chegou. Douglas Lima encarou a marcação do Campinense, foi travado, mas a bola sobrou para Léo Pereira, que cruzou. Ligado no lance, o zagueiro Breno afastou o perigo.

Alex Travassos fez o cruzamento do lado direito, na marca do pênalti. Reinaldo Alagoano mergulhou na bola, mas não conseguiu alcançar a tempo.

Em seguida, Tales encarou a marcação da Raposa, mas foi desarmado por Alex Maranhão. Na sequência, Gilmar cruzou a bola na área, mas não tinha ninguém por lá e assim, a bola saiu pela linha de fundo.

Com cinco minutos, Gilmar fez o cruzamento para Frontini. O grandalhão tentou se antecipar, mas quem subiu mais alto foi o zagueiro Alex Maranhão, que foi no terceiro andar e mandou a bola para a linha de fundo.

Bismarck ainda cruzou a bola na área, mas Breno Calixto afastou. Robertinho rebateu e encontrou Reinaldo Alagoano sozinho, mas em posição irregular. 

Aos nove, Alex Travassos pegou distância, meteu o pé no chute, mas mandou a bola por cima da meta do goleiro Jeferson, sem tanto perigo.

Tales encarou a marcação de Alex Travassos, viu Gilmar passar e acionou o lateral. O passe, no entanto, foi forte demais e saiu pela linha de fundo.

No lance seguinte, agora foi a vez do meio-campista do Campinense, que recebeu a bola no meio e tentou achar Matheus Camargo no corredor. O passe saiu até mais forte do que o de Gilmar, do Treze, no lance anterior.

Com 13 minutos, o Campinense trabalhou pelo meio, tocou bem a bola com Bismarck, Pêu e Vinícius Araújo, que tentou o chute cruzado, da intermediária, mas errou o alvo.
 
Apenas dois minutos depois, Alexandre Santana ganhou no alto da defensiva do Treze, e a bola sobrou para Tales. Ele limpou Breno e ficou sozinho com o goleiro Welligton Lima. O camisa 7 bateu cruzado e mandou a bola para fora, tirando tinta da trave.
 
Depois de uma sequência de cartões amarelos e tentativas, o Treze abriu o placar da decisão.
 
Douglas Lima puxou um rápido contra-ataque e acertou um preciso passe para o meio-campista trezeano. O camisa 10 dominou e, na saída de Welligton Lima, bateu forte em seu canto esquerdo. Gol de Alexandre Santana.
Já aos 30, Ibiapino recebeu pela direita e encarou a marcação de Nilson Júnior. O zagueiro trezeano acertou o bote no momento certo e se deu melhor no lance.
 

Muvuca na área trezeana com 35 minutos, e a bola sobrou para Matheus Camargo, que chutou do jeito que pôde. Ela até teria endereço, mas Breno Calixto mergulhou e tirou.

Alex Travassos arremessou a bola na área, Reinaldo Alagoano raspou de cabeça para o segundo pau, mas Rafael Ibiapino não acertou em cheio e mandou pela linha de fundo.

A defesaça do jogo ficou aos 39. Gilmar recebeu pelo lado esquerdo, conduziu e arriscou o chute com a perna direita. Welligton Lima caiu no chão e mandou a bola para escanteio.

Antes do fim da primeira etapa, Bismarck fez o cruzamento no segundo pau para Rafael Ibiapino.
 
Jeferson, corajoso, mergulhou de soco nos pés de Ibiapino. Matheus Camargo tentou o chute e foi travado por Robson. A bola sobrou para Reinaldo Alagoano, que limpou e bateu com muito perigo.
 
Fim do primeiro tempo!
Bola rolando!
 

Ibiapino achou um bom passe para Matheus Camargo dentro da área, mas o cruzamento saiu torto, dando assim, tiro de meta para o Galo.

Com apenas seis minutos de jogo, Matheus Camargo cruzou, mas Breno Calixto, num lindo mergulho, afastou rapidamente o perigo.

Em seguida, Alex Maranhão relaxou na marcação de Edson Carioca, na linha de fundo. O meio-campista não deixou a bola sair, driblou o goleiro, mas chutou prensado por cima do gol.
 
Na segunda etapa, os times jogaram mais abertos e, com isso, a criação de jogadas ofensivas foi bem mais constante.
 
Aos 21, Alex Travassos tentou o cruzamento e deu praticamente um balão para a grande área. Jeferson subiu no meio da muvuca e acertou um soco em cheio na bola.
 

O Campinense trabalhou a bola até chegar em Rafael Ibiapino, pelo lado direito. O artilheiro do Campeonato Paraibano limpou e bateu com capricho, de perna esquerda. A bola passou muito perto do ângulo do goleiro Jeferson.

Logo depois: Contra-ataque do Treze. Gilmar acionou Douglas Lima, que tinha Ermínio sozinho do lado direito. Ele acionou o atacante, que dominou e bateu forte, de meia altura. Welligton esperou o chute e salvou a Raposa com uma linda defesa.

O Campinense passou a dar mais trabalho perto do final do jogo. Juliano recebeu sozinho pelo lado direito e chutou sem força. Jeferson espalmou muito mal e viu a bola sobrar para Bismarck.

O camisa 10 bateu forte, no ângulo, e mandou a bola no travessão. 

Antes do apito decisivo, Bruno Mota recebeu o passe de Ermínio, da direita, girou e bateu no contra-pé do goleiro Welligton Lima, que se esticou, mas nada alcançou. A bola morreu nas redes. 

A segunda, e decisiva partida da final do paraibano acontece neste sábado, 15, às 16h (horário de Brasília).

5 itens do seu time do coração que você não pode ficar sem

1- Camisa Adidas São Paulo 2018 - https://amzn.to/31uv12K

2- Livro Maquete 3D Estádio Vila Belmiro - https://amzn.to/2IZ3AaY

3- Mochila Corinthians - https://amzn.to/2psy3ax

4- Caneca com Abridor,  Flamengo - https://amzn.to/31uUJnQ

5- Fone de Ouvido Cruzeiro - https://amzn.to/33GhR4d

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, o SportBuzz pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

 
 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!