Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » CASO DE RACISMO

Torcedores acusados de injúria racial falam de "ânimos exaltados" e Atlético-MG toma medida de suspensão

Os envolvidos disseram que querem pedir perdão ao segurança do Mineirão: "Pessoas que cortam o meu cabelo são negras"

Gabriela Santos Publicado em 12/11/2019, às 20h00

Torcedores do Atlético-MG acusados de cometer ato de racismo pedem desculpas ao segurança
Torcedores do Atlético-MG acusados de cometer ato de racismo pedem desculpas ao segurança - Yotube

Os dois torcedores do Atlético-MG que são acusados de praticar injúria racial contra o segurança Fábio Coutinho, no Mineirão, após o clássico contra o Cruzeiro, disseram que querem pedir desculpas pessoalmente à vítima.

Nesta terça-feira, 12, os irmãos Adrierre Siqueira da Silva, de 37 anos , e Natan Siqueira da Silva, de28, prestaram depoimento no Departamento de Operações Especiais (Deoesp), na região de Pampulha, em Belo Horizonte.

O episódio aconteceu após o clássico no último domingo, no Mineirão, e foi registrado pelo jornalista pelo jornalista Lucas Von Dollinger, da rádio 98FM.

Os irmãos chegaram à delegacia por volta das 12h. Ao Globo Esporte, Natan negou que tenha chamado Fábio Coutinho de macaco.

“De forma alguma, tanto é que eu tenho irmão negro, tenho pessoas que cortam o meu cabelo que são negros, amigos que são negros. Isso não foi da minha índole, pelo contrário. A forma que está circulando nas redes sociais, na imprensa, que eu dirigi a palavra a ele de 'macaco', de forma alguma eu falei aquilo. A palavra direcionada foi 'palhaço' e não 'macaco'”, disse.

Adrierre Siqueira, que cuspiu no segurança e gritou “olha a sua cor”, disse estar arrependido.

“Eu não sou racista. Estou arrependido por aquilo que eu falei. Falei num momento de ânimos exaltados na hora do jogo. Quero pedir perdão a ele, por todos os insultos que eu fiz, pelo cuspe que eu proferi. Aquilo não é da minha índole. Sou um pai de família, crio minhas filhas para respeitar todos os seres humanos. Se tiver uma oportunidade, pessoalmente, quero pedir perdão a ele pelo meu ato, naquele momento”, disse.

Atlético-MG se pronuncia sobre episódio e toma medida de suspensão:

Nesta terça-feira, o Atlético Mineiro anunciou que os dois torcedores foram suspensos do programa de sócios Galo na Veia:

O Clube Atlético Mineiro informa que os dois torcedores identificados pela Polícia Civil, acusados de praticar injúria racial no clássico do último domingo, pertenciam ao programa Galo na Veia, embora inadimplentes. De qualquer forma, ambos foram desligados do programa de sócio-torcedor do Clube.

SportBuzz agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades do universo esportivo e dos seus atletas preferidos? Acesse https://t.me/sportbuzzbr e não dê mais nenhuma bola fora com o seu time do coração!