Sportbuzz
Testeira
Futebol / Seleção brasileira

Tite fala sobre Gabriel Jesus e Raphinha

O técnico Tite falou durante entrevista sobre a importância de Gabriel Jesus e rasgou elogios à Raphina, mas alertou de possíveis oscilações

Redação Publicado em 11/11/2021, às 10h28

Tite durante sessão de treinamento da seleção brasileira - Getty Images
Tite durante sessão de treinamento da seleção brasileira - Getty Images

Durante uma entrevista coletiva nessa quarta-feira, antes da partida contra a Colômbia que será nessa quinta-feira, na Neo Química Arena, Tite falou sobre a versatilidade de Gabriel Jesus e elogiou Raphinha, que teve sua ascensão recente na seleção, mas alertou sobre possíveis oscilações que podem vir a acontecer. 

 

 

Gabriel é um atacante, 9 ou 7. Ou seja, ou ele é de lado, um ponta, um externo agressivo, ou ele é 9 de infiltração, do passe da profundidade. Ele tem as características tanto para um, quanto para outro. Tem essa versatilidade, é um jogador que tem as virtudes físicas e técnicas para executar uma ou outra função”, disse Tite sobre o jogador do Manchester City

Já sobre Raphinha, que se destacou na última Data FIFA em sua estreia pela seleção marcando gols e participando de jogadas importantes. O ponta do Leeds United, da Inglaterra, marcou dois gols e duas assistências em três jogos, conquistando a vaga de titular. Então, Tite aproveitou para falar sobre o desempenho e as possíveis oscilações que podem acontecer. 

 “A relação expectativa e realidade. Quando não geramos uma expectativa muito grande em cima de um atleta que não tinha tanta evidência assim no Brasil, tudo que ele fizer ‘poxa, como é legal’. Da mesma forma, se você jogar lá em cima o sarrafo da expectativa, tudo que ele fizer, daqui a pouco, ele não alcança”, continuou Tite.

“O início dele é impressionante, o histórico dele no próprio Leeds e dentro da Seleção foi com uma marca muito forte, mas tenho discernimento de saber que essas oscilações vão acabar acontecendo. Que elas não sejam muito grandes, que aí o jogador mantém o nível de atuação, e esse é o detalhe mais importante, para que ele auxilie a equipe também a ter um nível de atuação bom. A partir desse bom, você tem picos de excelência. Essa é a ideia”, finalizou o treinador.

Líder e praticamente classificado, o Brasil enfrenta a Colômbia nessa quinta-feira, 12 de novembro, na Arena Neo Química, em São Paulo. Depois, visita a Argentina no estádio San Juan, na próxima terça-feira, 16 de novembro.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!