Sportbuzz
Testeira
Futebol / FORTES DECLARAÇÕES!

Tite abre o jogo sobre insatisfação dos jogadores do Brasil para disputa da Copa América

Em entrevista contundente, Tite ainda criticou a Conmebol e endossou o protesto das atletas do Brasil

Redação Publicado em 12/06/2021, às 16h37

Tite deu uma das entrevistas mais contundentes no comando do Brasil - GettyImages
Tite deu uma das entrevistas mais contundentes no comando do Brasil - GettyImages

Na tarde deste sábado, 12, Tite concedeu entrevista coletiva na véspera da estreia do Brasil na Copa América e deu uma das declarações mais contundentes dos últimos anos. Bastante claro, o treinador falou abertamente sobre o manifesto dos jogadores contra a realização do torneio.

Diferentemente do que costuma fazer, Tite não deixou nenhuma pergunta em aberto. Ao falar sobre a Copa América, o treinador explicou que os jogadores do Brasil pediram ao presidente da CBF para que a competição não fosse realizada no país.

 

Pedimos antes ao presidente da CBF. Eu pedi, os atletas pediram, o Juninho pediu antes de ela ser definida que ela fosse no Brasil. Antes, nós pedimos antes. Nós fomos leais e pedimos antes. Antes de levar ao presidente da República, ao país, colocamos essa situação que não gostaríamos, pelo respeito, por tudo o que estava envolvendo, por um lado sentimental”, iniciou Tite. 

Ficamos à mercê, pediram tempo para nós, aí a situação ficou definida e ficamos expostos. Esse é o real, o que acompanhei em relação a essa situação toda. Então decidimos nos manifestar de forma conjunta, mas já que ela foi definida, temos orgulho do nosso País, de representar a Seleção, eu tenho orgulho de ser técnico da Seleção”, completou.

Ainda na mesma entrevista, Tite também criticou a organização da Copa América, que é feita pela Conmebol. Ao comentar as mudanças feitas no regulamento por conta dos testes positivos para Covid-19 na seleção da Venezuela, o treinador detonou a postura da entidade.

Quando um campeonato é feito de forma atabalhoada, rápida, excessivamente como a Conmebol fez, ela está sujeita a isso. E vai mudar de novo. Vai modificar de novo. Independentemente do país que fosse”, falou Tite.

 

ASSÉDIO NÃO!

Também questionado sobre o protesto realizado pelas jogadoras da Seleção Brasileira Feminina, Tite endossou o coro e mandou uma mensagem à funcionária da CBF, que denunciou o presidente Rogério Caboclo por assédio moral e sexual.

Eu tenho uma opinião e vou repeti-la. O fato é gravíssimo. Assédio não! Tenho respeito à coragem da funcionária por um assunto tão difícil ser exposto. Eu torço para que a Justiça de todos os envolvidos venha de forma clara e justa”, encerrou Tite.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!