Sportbuzz
Testeira
Futebol / MAIS DOIS FORA!

Time solicita retorno de atletas e Tite agora tem mais dois desfalques na seleção

Zenit, da Rússia, pediu o retorno de Claudinho e Malcom, que viram novos desfalques para a Seleção Brasileira

Redação Publicado em 01/09/2021, às 18h13 - Atualizado às 18h20

Zenit pede retorno de Malcom e Claudinho da Seleção Brasileira - Getty Images
Zenit pede retorno de Malcom e Claudinho da Seleção Brasileira - Getty Images

E os desfalques na Seleção Brasileira para as Eliminatórias para a Copa do Mundo parecem não acabar mais. Nesta quarta-feira, 1, foi a vez do Zenit, da Rússia, solicitar o retorno do meia Claudinho e do atacante Malcom, que já estavam junto com o grupo da seleção, mas não poderão viajar para Santiago, onde o Brasil enfrentará o Chile na próxima quinta-feira, 2.

A solicitação da equipe se dá pelo fato de o Zenit ter confronto marcado contra o Chelsea, no dia 14 de setembro, pelo primeiro jogo da fase de grupos da UEFA Champions League. Como o último jogo da seleção será somente no dia 9, e os atletas precisariam passar por um período de quarentena quando regressassem ao país, o time achou melhor chamá-los de volta.

 

 

A CBF informou em nota oficial que, após conversas com o coordenador da Seleção, Juninho Paulista, e o técnico Tite, Malcom e Claudinho optaram pelo retorno à Rússia. Além disso, informou que já entrou com um pedido à FIFA, para que o clube sofra as punições cabíveis.

Malcom e Claudinho aumentam para 12 o número de jogadores chamados por Tite que precisaram ser cortados da Seleção. Antes deles, os nove atletas que atuam por equipes da Premier League e Matheus Nunes, do Sporting, não puderam se apresentar ao comandante.

Veja abaixo o comunicado oficial da CBF:

“A Confederação Brasileira de Futebol informa que os atletas Malcom e Claudinho não viajarão com a delegação da Seleção Brasileira para Santiago, no Chile. Os jogadores receberam constantes comunicados de seu clube, o Zenit São Petesburgo, obrigando que ambos retornassem nesta quarta-feira (1) à Rússia.

A CBF, respaldada pelas regras da Fifa, conversou com os jogadores e explicou que eles não poderiam sofrer nenhuma das sanções ameaçadas pela equipe. Ainda assim, após algumas conversas com o coordenador da Seleção, Juninho Paulista, e o técnico Tite, eles decidiram pelo retorno.

A CBF manifesta sua discordância com os movimentos do Zenit e encaminhou reclamação formal à FIFA, anexando os documentos enviados pelo clube russo à entidade e aos atletas. A CBF apelará à entidade que rege o futebol mundial para que, em linha com seus regulamentos, todas as punições cabíveis ao Zenit sejam cumpridas.”


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!