Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » PROTESTO!

Time mexicano protesta contra salários atrasados, cruza os braços, e equipe adversária marca 2 vezes

Kazim, ex-Corinthians, participou do jogo e anotou o gol do time da casa

Guilherme Assumpção Publicado em 19/10/2019, às 17h00

Partida ficou marcada por protesto dos jogadores do Veracruz
Partida ficou marcada por protesto dos jogadores do Veracruz - GettyImages

O Veracruz entrou em campo na noite da última sexta-feira, 18, para enfrentar o Tigres pelo Campeonato Mexicano. Porém, uma cena inusitada chamou a atenção do mundo inteiro. Insatisfeitos com os salários atrasados, os jogadores do Veracruz decidiram cruzar os braços quando o juiz deu início à partida.

O protesto duraria três minutos e tinha como objetivo reclamar dos dirigentes do clube que não pagam os salários dos jogadores por mais de 5 meses. O time visitante respeitou o protesto por apenas um minuto e, depois, passou a atacar o time da casa. Com isso, o Tigres marcou dois gols enquanto os atletas do Veracruz protestavam.

Assim que o jogo teve início, a bola foi recuada para o goleiro Jurado, e todos os atletas cruzaram os braços. Entretanto, após um minuto de protesto, o atacante Gignac resolveu pressionar o goleiro, que deu um chutão para frente. Os visitantes trocaram passes até que o meia, Luis Rodríguez, chutou, encobriu Jurado e abriu o placar.  Logo depois da saída no meio de campo, os jogadores permaneceram parados e Gignac aproveitou para fazer o segundo.

Depois do segundo gol, os mandantes começaram a correr e a partida transcorreu normalmente. O resultado final foi de 3 a 1 para o Tigres. O gol marcado pelo Veracruz saiu dos pés de Kazim, ex-Corinthians.

Ao final da partida, o capitão do Veracruz, Carlos Salcido, reclamou da postura dos jogadores do Tigres, que não respeitaram o protesto da equipe.

“Os jogadores do Tigres sabiam perfeitamente que iríamos parar por três minutos. Ao fim do dia, é uma tristeza, pois somos todos profissionais, mas vocês viram o que aconteceu. Tomara que no futuro eles fiquem bem, e Deus os abençoe”, afirmou o mexicano.

Do outro lado, o jogador Guido Pizarro defendeu a atitude de sua equipe a garantiu que todos sabiam que o Tigres iria respeitar apenas até o primeiro minuto.

“Não me parece bom que nos façam responsáveis de uma reclamação deles com o presidente. Nós fomos muito claros, e disse a todos os meus companheiros e para alguns dos seus jogadores que não sabíamos disso (que duraria três minutos). Nós falamos com o árbitro que ao primeiro minuto iríamos jogar, como eles sabiam há dois dias”, concluiu o capitão da equipe.

SportBuzz agora está no Telegram! Você quer ficar por dentro de todas as novidades do universo esportivo e dos seus atletas preferidos? Acesse https://t.me/sportbuzzbr e não dê mais nenhuma bola fora com o seu time do coração!