Sportbuzz
Testeira
Futebol / COMPLICADO

Tensão entre Ucrânia e Rússia pode impactar na final da Champions

Por conta da crise que está rolando entre Ucrânia e Rússia, a Uefa passou a considerar transferir a final da Champions League de lugar

Redação Publicado em 22/02/2022, às 10h17

Bola da Champions League - GettyImages
Bola da Champions League - GettyImages

Nesta semana, a tensão entre Ucrânia e Rússia deixou todos preocupados e está impactando até mesmo o mundo da bola. De acordo com as informações do jornal "The Times", a Uefa começou a pensar na possibilidade de transferir a grande final da Champions League desta temporada de São Petersburgo para outro local.

A finalíssima está marcada para acontecer no dia 28 de maio, no estádio do Zenit, e ainda que São Petersburgo esteja um tanto quanto longe da fronteira entre a Rússia e Ucrânia, o envolvimento dos russos em um confronto bélico poderia fazer com que a realização de um evento esportivo do tamanho da Champions se tornasse inviável diante desse cenário.

 

Canal - SportBuzz

Além disso, a publicação ainda aponta que poderia haver uma grande pressão política sobre a Uefa, que se manter as coisas como estão, estaria realizando seu principal jogo da temporada em um país que está sendo criticado por diversas potências mundiais por conta da postura contra os ucranianos.

Além disso, como existe a possibilidade de a Rússia ser alvo de sanções políticas e econômicas por diversas nações por conta de suas atitudes, haveria até mesmo a chance de torcedores de muitos países serem proibidos de viajarem para São Petersburgo para acompanhar o confronto da Liga dos Campeões, o que atrasaria todos os lados.

Estádio do Zenit, onde está marcada a final da Champions League
Estádio do Zenit, onde está marcada a final da Champions League (Crédito: GettyImages)

 

No entanto, segundo a agência "Ansa", um representante da Uefa informou que "não há planos" para que a sede da decisão da Champions League seja alterada neste momento. Porém, a reportagem do jornal "Times" destacou que é provável sim que haja uma alteração a depender da forma como os fatos vão se desenvolver nas próximas semanas.

O motivo

A tensão entre os países ficou maior nas últimas semanas, com a movimentação das tropas russas na fronteira com a Ucrânia. Na última terça-feira, 15, o presidente russo Vladimir Putin deixou todos ainda mais apreensivos depois de reconhecer a independência de repúblicas separatistas ucranianas e enviar suas tropas às regiões de Donetsk e Lugansk.

Do outro lado, a Ucrânia não reconhece a independência dessas regiões separatistas e solicita que a Rússia continue negociando para a retirada de suas tropas. Enquanto isso, a ONU está criticando as decisões do governo russo, e outras potências mundiais, como os Estados Unidos, ameaçam a Rússia de sofrer sanções econômicas e políticas, indicando que existe "o risco de um grande conflito".


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!