Sportbuzz
Testeira
Futebol / ATHLETICO-PR

Técnico António Oliveira destaca ‘dignidade, caráter e personalidade’ para entregar cargo no Athletico

Português deixou o Furacão após eliminação no Campeonato Paranaense; António nega atrito com Jadson

Redação Publicado em 17/09/2021, às 11h13

Técnico António Oliveira destaca ‘dignidade, caráter e personalidade’ para entregar cargo no Athletico - GettyImages
Técnico António Oliveira destaca ‘dignidade, caráter e personalidade’ para entregar cargo no Athletico - GettyImages

Uma semana após entregar o cargo de técnico do Athletico-PR, o português António Oliveira comentou sua saída do Furacão e destacou a “dignidade, caráter e personalidade” pela decisão.

“Eu iria ficar até o final da temporada e cumprir com o compromisso de estar nas decisões das Copas. Há uma coisa que são os princípios e os valores que nunca irei abdicar. Fui coerente comigo mesmo e foi uma decisão bem amadurecida. Não tem título ou dinheiro que compre minha dignidade, caráter e personalidade”, disse António em entrevista ao programa “Primeiro Tempo”, do Bandsports.

António Oliveira entregou o cargo no dia 9 de setembro, no dia seguinte após a eliminação do Athletico-PR para o FC Cascavel, na semifinal do Campeonato Paranaense.

O treinador chegou ao Furacão em 2020. O português fez parte da comissão técnica de Paulo Autuori e assumiu o comando do time em 2021. Ele deixou o cargo com 21 vitórias, sete empates e 12 derrotas em 40 jogos, tendo 58,3% de aproveitamento.

O Athletico-PR avançou à semifinal da Copa do Brasil na última terça-feira, depois de eliminar o Santos nas quartas. O Furacão enfrenta o Flamengo por uma vaga na decisão. Além disso, o time está nas semis da Copa Sul-Americana, contra o Peñarol-URU.

“Eu vim para ganhar títulos. O Athletico não queria ser campeão brasileiro por não ter investimento para ser uma realidade. Eu tinha um compromisso com os jogadores e eles estão prontos para as grandes decisões. Está muito mais fácil de ganhar a Sul-Americana e sabemos bem disso”, disse.

O comandante ainda negou atritos com o meia Jadson, que perdeu espaço nos últimos jogos.

“Não tive problema com nenhum jogador. É um fato. Casos pontuais são normais em cada grupo. O Jadson é uma situação simples de ser resolvida, sempre fui honesto com ele. A importância que ele poderia ter nessa altura da carreira é mais importante fora do que dentro”, completou.

O próximo compromisso do Athletico será neste sábado, 18, às 18h45 (de Brasília), contra o Juventude, pela 21ª rodada do Brasileirão, na Arena da Baixada.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!