Sportbuzz
Testeira
Futebol / NÃO À HOMOFOBIA!

Tchaki Tchaki! Jogadores do Sport comemoram gol em homenagem a Gil do Vigor após polêmica com dirigente

Dirigente do Sport disparou ofensas homofóbicas direcionadas a visita de Gil do Vigor ao clubes de Recife

Redação Publicado em 17/05/2021, às 09h45

Jogadores do Sport dançam em homenagem a Gil do Vigor após polêmica com dirigente - Transmissão SporTV
Jogadores do Sport dançam em homenagem a Gil do Vigor após polêmica com dirigente - Transmissão SporTV
Neste domingo, 16, o Sport fez muito mais do que incluir "Do Vigor" na camisa dos jogadores como forma de se posicionar novamente contra os ataques homofóbicos disparados pelos dirigentes do clube ao ex-BBB, Gil do Vigor.
 
 
Na partida contra o Náutico, pelo Campeonato Pernambucano, Everaldo foi o responsável por marcar o único gol do Sport na partida, e junto com outros jogadores da equipe de Recife, fizeram a icônica dança criada pelo economista.
 
Com a coreografia de "Tchaki Tchaki" que ficou famosa em todo o Brasil pela desenvoltura de Gil dentro do "Big Brother Brasil", os jogadores deram um passo importante no posicionamento deles e do clube contra à homofobia.
 
Além da dança e dos nomes na camisa, o time também entrou em campo com uma faixa carregando os dizeres "Não à homofobia".
 
Durante a última semana, o ex-participante do BBB 21 foi alvo de ataques homofóbicos por parte dos conselheiros do Sport. As ofensas foram feitas em áudios atribuídos aos conselheiros Flavio Koury e Renan Valério.
 
Torcedor agora ilustre do Sport, Gil foi convidado pelo clube para conhecer o estádio e também a loja do time. Lá, ele posou para fotos, deu entrevista e fez a famosa coreografia "Tchaki Tchaki", que foi reproduzida pelos atletas em campo.
 
Falando de decisão, Náutico e Sport voltam a se enfrentar pelo Pernambucano no próximo domingo, 23, às 16h (horário de Brasília), com mando do time Alvirrubro. 
 

Neymar também se jogou na dança

 
Depois de marcar dois gols na vitória do PSG sobre o Reims, pelo Campeonato Francês também no domingo, Neymar aproveitou para demonstrar apoio a Gilberto e também fez a famosa dancinha do ex-BBB.
 
Além disso, o PSG usou em sua camisa, os números dos jogadores pintados nas cores do arco-íris, símbolo do movimento LGBTQI+. 
 
Neymar mostrou o uniforme personalizado e escreveu, na véspera do Dia Internacional contra a Homofobia, em suas redes sociais: "Respeito é bom e todo mundo gosta. Não à homofobia".

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!