Sportbuzz
Testeira
Futebol / SAIU EM DEFESA!

Substituto de Gaciba pede tranquilidade e sai em defesa dos ábitros da CBF

Alício Pena Júnior, novo chefe de arbitragem da CBF, pediu qualificação e reconheceu a capacidade dos árbitros

Redação Publicado em 12/11/2021, às 14h44

Alício Pena Júnior é o substituto de Leonardo Gaciba - Transmissão / SporTV 12/11/2021
Alício Pena Júnior é o substituto de Leonardo Gaciba - Transmissão / SporTV 12/11/2021

Nesta sexta-feira, 12, Leonardo Gaciba foi demitido do cargo de presidente da Comissão de Arbitragem da CBF e deu lugar a Alício Pena Júnior, que já falou como novo dono do cargo na Confederação.

A demissão de Gaciba se deu depois de uma sequência de escândalos e lances polêmicos no Campeonato Brasileiro que não vieram seguidos de nenhum posicionamento do então presidente. 

A bomba estourou depois de um pênalti escandaloso marcado a favor do Flamengo em partida contra o Bahia no Maracanã, na noite desta quinta-feira, 11. No ocorrido, Diego tentou finalizar de bicicleta e a bola bateu no peito de Conti. O árbitro alegou toque de mão e assinalou a penalidade. Mesmo sendo chamado para consulta no VAR, seguiu com a decisão de campo.

 

O lance gerou muita confusão e um posicionamento forte e veemente de executivos, treinador e jogadores. É necessário lembrar que o clube baiano reclama de ser prejudicado nas duas partidas anteriores a essa.

Substituindo Gaciba, atualmente, como presidente interino, Alício falou ao "Seleção SporTV" sobre a situação, pediu tranquilidade, falou sobre abaixar a pressão sobre os árbitros e disse acreditar que eles "são honestos e capacitados".

"É um momento de dificuldade. O nosso objetivo para essa interinidade é dar aos árbitros condições para trabalhar com tranquilidade, tentar diminuir a pressão, que é muito grande. E o ambiente de pressão traz dificuldade, principalmente para o árbitro em uma tomada de decisão no campo de jogo", disse antes de continuar.

"O objetivo é tentar dar tranquilidade, continuar buscando aproximação e manutenção de critérios e conceitos, melhorar um pouco o que temos apresentado de dificuldade e tentar, nesta reta final, diminuir a pressão sob os árbitros. Todos que trabalham sob pressão têm dificuldade em exercer sua profissão. Temos que continuar com esse aprimoramento, tentar qualificar os árbitros para este momento de dificuldade, para termos melhores arbitragens", falou.

Ao ser questionado sobre uma possível mudança de postura ou de peças na arbitragem brasileira, Alício deixou claro que não concorda com tal posicionamento, e deixou claro que a pressão sobre os árbitros em momentos decisivos é muito alta.

"O que precisa mudar? Não concordo. Os árbitros brasileiros são honestos e de ótima qualidade. São situações pontuais que se tornam mais graves neste momento de decisão do campeonato. São honestos e capacitados. O ambiente de pressão tem trazido muita dificuldade e, neste momento, os erros têm uma dimensão muito maior", começou

"Vamos trabalhar para manter uma ambiente de maior tranquilidade possível, para que os árbitros possam tomar suas decisões. Mas reforço aqui, são honestos e de qualidade, com erros pontuais que vamos seguir atacando para tentar evitar neste momento da competição", finalizou.

Para conferir a entrevista completa, basta acessar ao site "ge.globo.com".


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!