Sportbuzz
Testeira
Futebol / HERÓI!

Simon Kjaer, capitão da Dinamarca, foi fundamental no socorro ao meia Christian Eriksen após mal súbito em campo

Kjaer foi o responsável pelos primeiro socorros a Eriksen antes da equipe médica chegar

Redação Publicado em 14/06/2021, às 09h09

Kjaer consola a esposa de Eriksen em campo - Getty Images
Kjaer consola a esposa de Eriksen em campo - Getty Images

Na estreia da Dinamarca na Eurocopa, no sábado, 12, algo além do futebol chocou a todos no Estádio Parken. Aos 43 minutos do primeiro tempo, o meia Christian Eriksen teve um mal súbito em campo e precisou ser socorrido. A imagem assustadora deu lugar à imagem de alívio, quando a transmissão mostrou o jogador saindo acordado na maca, a caminho do hospital.

O lance aconteceu após uma cobrança de lateral, o camisa 10 se apresentou para receber a bola, mas foi cambaleando até cair no chão e desmaiar poucos segundos depois. Com os jogadores dos dois times agitados e gritando pelos médicos, quem chegou primeiro para ajudar foi Simon Kjaer.

O zagueiro e capitão da Dinamarca foi até Eriksen e virou sua cabeça e seu corpo de lado, além de proteger o pescoço do meia para evitar qualquer outro tipo de lesão. Devido à gravidade do caso, esses procedimentos foram importantíssimos para que o jogador continuasse respirando até a chegada dos médicos.

Após a chegada da ajuda, um dos médicos checou os batimentos cardíacos e a respiração e, até o momento, estava tudo normal. Mas o quadro mudou segundos depois, e o coração do camisa 10 da Dinamarca parou de bombear sangue para o corpo, o que obrigou os médicos a fazerem massagem cardíaca para recuperar o jogador.

"Foi bem claro que ele estava inconsciente. Quando cheguei, ele estava virado de lado, respirando e eu conseguia sentir seu pulso, mas do nada isso mudou. Começamos a fazer massagem cardíaca. Com a ajuda rápida advinda da equipe médica e do resto da equipe, nós fizemos o que tínhamos de fazer e conseguimos trazer Eriksen de volta. Ele falou comigo antes de ser levado para o hospital para fazer mais exames", disse o médico da seleção da Dinamarca.

Além de ajudar a salvar a vida do companheiro, Kjaer foi, junto com Kasper Schmeichel, consolar Sabrina Kvist Jensen, esposa do jogador, à beira do campo. Apesar da situação delicada, a presença do goleiro e do zagueiro foi essencial naquele momento. Segundo Peter Schmeichel, pai do goleiro dinamarquês, Sabrina estava extremamente angustiada e achou que seu marido tinha falecido.

Muito além de sua função de capitão, Simon Kjaer se mostrou um verdadeiro herói no último sábado, ajudando a salvar a vida de Eriksen, tendo a sensibilidade de ir confortar Sabrina e, também, organizando uma barreira de jogadores, que ficaram em volta do camisa 10 em meio ao atendimento, para que ninguém presenciasse a cena.

A comoção com a situação foi muito grande e muitos jogadores e clubes se pronunciaram e desejaram força ao Eriksen.

Após o ocorrido, a partida precisou ser suspensa, mas voltou a acontecer algumas horas depois. Apesar da Dinamarca ter sido amplamente superior, a Finlândia venceu por 1x0 tendo finalizado apenas uma vez no jogo.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!