Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » SERÁ?

Segundo jornal, FIFA esteve por trás do desenvolvimento da Superliga

Ao que tudo indica, a organização criticou a Superliga publicamente e, em particular, mantinha contato com os fundadores

Redação Publicado em 20/05/2021, às 12h32

Segundo rumores, a FIFA esteve por trás da criação da Superliga
Segundo rumores, a FIFA esteve por trás da criação da Superliga - Getty Images

A Superliga, que vinha sendo criada com o objetivo de criar uma de alto nível com os principais times da Europa, acabou fracassando depois de receber grandes ataques de torcedores e de organizações como a UEFA e a FIFA.

Na ideia inicial, a liga contaria com 12 times, que eram: Arsenal, Chelsea, Manchester City, Manchester United, Tottenham, Liverpool, Milan, Atlético de Madrid, Inter de Milão, Barcelona, Real Madrid e Juventuscontudo, após repercussão negativa nove clubes desistiram da ideia e saíram liga.

Após a criação, o presidente da UEFA se posicionou e disse que buscaria punições como, privar os atletas dessas de atuar em competições pelos seus países, como a Euro. A organização responsável pelo futebol europeu, contou com o apoio da FIFA para tomar tal medida.

Contudo, de acordo com o New York Times, a Federação Internacional de Futebol esteve por dentro de todas as informações da Superliga e acompanhou seu desenvolvimento pelos bastidores. 

Segundo informações já publicadas, o jornal teve acesso a cópias dos documentos que envolviam a criação da Superliga. Como a criação da liga era secreta, as organizações envolvidas tinham seus nomes preservados e eram chamadas por codinomes que, no caso da FIFA, era 'W01'. 

"Em particular, de acordo com entrevistas com mais de meia dúzia de executivos de futebol, incluindo um dono de clube da Super League, Infantino estava ciente do plano e sabia que alguns de seus assessores mais próximos estavam há meses envolvidos em negociações sobre prestar o apoio da FIFA à liga separatista.", diz o jornal.

Após o fracasso da criação da liga, Florentino Pérez, presidente do Real Madrid e um dos principais responsáveis pela organização do projeto, disse que a ideia da construção do projeto ainda estava viva e que não desistiria de fazê-lo acontecer. O New York Times tentou contato com a FIFA, mas não obteve sucesso, logo, não se sabe o grau de envolvimento da organização nessa nova tentativa que há de vir.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!