Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » ANÁLISE!

Segredo? Felipão revela qual foi o fator predominante para a vitória do Cruzeiro sobre o América-MG

Treinador da Raposa fez uma profunda análise do jogo e ainda comentou sobre a falta de experiência do time

Redação Publicado em 03/12/2020, às 14h26 - Atualizado às 15h23

Felipão em ação pelo Cruzeiro
Felipão em ação pelo Cruzeiro - Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Na última quarta-feira, 2, o Cruzeiro conseguiu uma vitória importante contra o América Mineiro e saiu com os três pontos para casa. Depois da partida, Luiz Felipe Scolari fez uma análise profunda de sua equipe e também destacou alguns pontos que levaram a Raposa ao resultado positivo. 

Felipão valorizou muito o esquema tático colocado em prática pelos jogadores e deu maiores detalhes do que foi necessário para vencer os rivais mineiros. Além disso, o treinador destacou que a vitória não veio apenas das decisões técnicas, mas também da sensibilidade de seu elenco. 

"Não, ganhou também na inspiração. Se não tivesse colocado a bola para o Sobis, para receber penalidade, se não tivéssemos batido escanteio para antecipação de Manoel, as duas situações no primeiro tempo. Série de coisas que tivemos qualidade. Mas também tiveram transpiração com os fatores importantes. Esse jogo foi importante para nós porque esse jogo valia, porque, algumas coisas aconteceram no âmbito dentro do Cruzeiro", disse. 

Ele ainda seguiu comentando sobre a sua escolha de colocar três volantes na tentativa de proteger, ainda mais, o seu setor defensivo. Segundo Felipão, sua intenção não foi de atrair os rivais para o seu campo de ataque, mas sim de causar mais tranquilidade para que seus meio-campistas pudessem trabalhar a bola com mais tranquilidade. 

"Não teria atraído, não. América tem estilo muito interessante jogar. Alê sai da sua posição, vai para a ponta esquerda, causa indecisão de lateral, quem vai marca-lo. Juninho sai da posição e vai para a ponta direita. E aí abrem os dois espaços de meio. Aí precisamos, então, com marcação de um volante e um segundo volante, alguém que ficasse no meio e pudesse trabalhar com tranquilidade a bola. Ou desse oportunidade para que os dois marcadores pudessem marcar os jogadores, que são os mais criativos do América. E tiveram dificuldades no jogo de hoje", explicou. 

Ele ainda segui analisando suas mudanças: "Acredito que a presença do Machado veio a dar a nós, aquela tranquilidade ao meio, que poderíamos não ter se tivéssemos jogador diferente, alguém que jogasse mais à frente, poderia dar mais chance para o adversário".

Vale lembrar, que a vitória sobre o América Mineiro deixou o Cruzeiro com 31 pontos e a equipe abriu sete pontos de vantagem para a zona de rebaixamento. Na décima quinta posição, a Raposa praticamente eliminou a possibilidade de cair para a Série C do Brasileirão.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!