Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » PALMEIRAS

Scarpa comemora trabalho com Abel, mas ressalva sobre versatilidade: “Um pouco traiçoeira”

Jogador do Palmeiras diz que ser utilizado em diversos setores do campo o tira da briga por posição

Redação Publicado em 09/03/2021, às 16h38 - Atualizado às 16h39

Scarpa comemora trabalho com Abel, mas ressalva sobre versatilidade: “Um pouco traiçoeira”
Scarpa comemora trabalho com Abel, mas ressalva sobre versatilidade: “Um pouco traiçoeira” - GettyImages

Gustavo Scarpa foi aproveitado por Abel Ferreira em diferentes funções desde a chegada do técnico português ao Palmeiras, em outubro do ano passado. Nesta terça-feira, 9, o meio-campista alviverde falou da sua evolução com a mudança no comando do time.

Em entrevista à ESPN Brasil, Scarpa comemorou por receber mais oportunidades com Abel, mas usou cautela para comentar sobre sua atuação em diversas posições em campo.

“Fiquei muito feliz com a chegada do Abel. Não vinha tendo oportunidades e com ele as coisas mudaram. Queria me sentir importante novamente e ajudar o Palmeiras nas retas finais dos campeonatos e conquistar títulos”, disse Scarpa.

“Eu fico feliz com a questão da versatilidade, apesar de eu achar ela às vezes um pouco traiçoeira, porque você acaba não brigando por posição. Você dificilmente tem uma sequência na posição. Ela é um pouco traiçoeira, mas eu fico feliz de ter o respaldo e confiança do treinador, por ele me colocar em diversas posições. O importante é ajudar a equipe”, completou.

O meio-campista ainda comentou sobre os motivos de não ter sido aproveitado e entregado bom desempenho com o técnico Vanderlei Luxemburgo. Scarpa lembrou que saiu em desvantagem na briga por posição no início da temporada passada.

“Eu acabei sofrendo um pouco porque na pré-temporada eu estava para sair para o Almería e acabou não dando certo. Nesse tempo fiquei treinando separado, então acho que isso acabou me prejudicando no começo e ele (Luxemburgo) acabou achando a equipe dele. Apesar de a equipe não estar jogado tão bem eu acabei não tendo oportunidades. Chegou a pandemia e nada mudou. Eu nem quero ficar atribuindo essa culpa a ninguém, eu sei que tenho minha parcela de culpa. Quanto menos você vai jogando e você vai vendo que não é importante, você acaba desanimando”, avaliou Scarpa.

“A chegada de Abel acabou dando um ânimo novo. Saber que vai começar do zero, todo mundo no mesmo ponto de largada. Fiquei feliz demais por ter dado a volta por cima”, concluiu.

Após o título da Copa do Brasil, a equipe principal e o técnico Abel Ferreira receberam alguns dias de folga. Na próxima quarta-feira, 10, às 19h (de Brasília), recebe o São Caetano, em jogo válido pela primeira rodada do Campeonato Paulista.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!