Sportbuzz
Testeira
Futebol / ELIMINATÓRIAS

Scaloni lamenta paralisação de Brasil x Argentina: “Não era o momento para fazer essa intervenção”

Técnico da Argentina vê seleção prejudicada em duelo interrompido por agentes da Anvisa

Redação Publicado em 05/09/2021, às 18h41

Técnico da Argentina lamenta paralisação de Brasil x Argentina: - GettyImages
Técnico da Argentina lamenta paralisação de Brasil x Argentina: - GettyImages

O técnico Lionel Scaloni, da Seleção Argentina, lamentou a suspensão da partida contra o Brasil, neste domingo, 5, válida pela sexta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022.

O clássico foi interrompido por agentes da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e da Polícia Federal, que entraram em campo, aos seis minutos de jogo, para retirar quatro jogadores argentinos por descumprimentos das regras sanitárias do país.

O goleiro Emiliano Martinez, os meias Emiliano Buendia e Giovani Lo Celso e o zagueiro Cristian Romero entraram no Brasil com declarações falsas ao comunicarem que não estavam na Inglaterra, país onde jogam pelo Campeonato Inglês. Pelo protocolo brasileiro para conter a pandemia de coronavírus, eles deveriam cumprir 14 dias de isolamento.

“A verdade é que fiquei muito triste, não busco nenhum culpado, mas é muito triste o que acaba de ocorrer”, disse Scaloni em entrevista à emissora argentina “TyC Sports”.

“Sobretudo porque se algo aconteceu ou não, não era o momento de fazer essa intervenção. O que deveria ser uma festa para todos disfrutarem desta partida e dos melhores do mundo, termina nisso. E eu sinceramente não sei te dizer qual palavra utilizar”, completou.

O treinador ainda se mostrou confuso com a situação. De acordo com ele, a Seleção Argentina foi vítima do episódio.

“Eu gostaria que as pessoas da Argentina entendam que nesse caso, como treinador, eu tenho que defender meus jogadores. Se entram pessoas dizendo que queriam levá-los e deportá-los, não há chance alguma nesse caso”, continuou.

“Em nenhum momento nos avisaram que não poderiam jogar a partida. E bem, o delegado da Conmebol disse para irmos ao vestiário e é isso, não tenho muito mais a te dizer. Somente venho explicar a situação para que a Argentina entenda o que ocorreu e que eu fico muito triste, nós fomos os prejudicados, queríamos jogar a partida, assim como o Brasil também queria”, completou.

De acordo com o “UOL Esporte”, as autoridades brasileiras tentaram colocar os quatro jogadores em isolamento duas vezes antes da partida, mas os argentinos teriam se recusado a permitir a entrada dos agentes sanitários. A primeira tentativa teria ocorrido no hotel da Seleção Argentina e a segunda, na Neo Química Arena.

A Conmebol destacou em nota que a competição é organizada pela Fifa, que será responsável pelos próximos passos do duelo entre Brasil e Argentina. O jogo estava empatado em 0 a 0 quando foi suspenso.

Não há informações oficiais sobre a nova data do clássico ou perda de pontos para alguma das seleções.

Leia o posicionamento da Conmebol:

Por decisão do árbitro do jogo, o encontro organizado pela FIFA entre Brasil e Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Mundo foi suspenso.

O árbitro e o delegado do jogo apresentarão um relatório à Comissão Disciplinar da FIFA, que determinará os próximos passos a seguir. Estes procedimentos estão em estrita compliance com os regulamentos em vigor.

As Eliminatórias para a Copa do Mundo são uma competição da FIFA. Todas as decisões relativas à organização e desenvolvimento são exclusiva responsabilidade da FIFA.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!