Sportbuzz
Testeira
Futebol / São Paulo

São Paulo busca usar vendas de crias de Cotia para aliviar dívidas milionárias

Com dívidas de aproximadamente R$ 75 milhões, o São Paulo pretende utilizar vendas de crias de Cotia para desafogar parte dos cofres em 2022 e bancar as contratações feitas nessa temporada

Redação Publicado em 29/10/2021, às 07h53

São Paulo vende crias de Cotia para aliviar as finanças - Getty Images
São Paulo vende crias de Cotia para aliviar as finanças - Getty Images

Em meio a uma grave crise financeira, com uma parte sendo consequência de gestões anteriores, o São Paulo procura alternativas para estancar as dívidas (ou parte delas) e melhorar a saúde de seus cofres para 2022! E a solução encontrada por enquanto, foi a venda de crias de Cotia, base do clube, que vira e mexe revela joias para o futebol! 

Com isso, o Tricolor deve ganhar um respiro para a próxima temporada de 2022! E duas vendas de jogadores da base já estão muito bem encaminhadas, dando início a uma provável série de transferências para o ano que vem.

Uma delas é Paulinho Boia, que não teve um bom rendimento no time principal do São Paulo e está emprestado ao Juventude. O atacante deve ser comprado pelo Metalist, da Ucrânia, com um valor aproximado de  1,6 milhão de euros (R$ 10,4 milhões) por 75% dos direitos econômicos do jovem de 23 anos. Com isso, 25% de uma futura venda de Boia irá para os cofres são paulinos! 

Além dele, outra "joia" de Cotia que irá gerar lucro para o São Paulo é Helinho, que no momento está emprestado para o Red Bull Bragantino e deve ser contratado em definitivo. O valor aproximado é de R$ 23 milhões por 80% dos direitos do jogador, deixando 20% para o São Paulo em futuras transferências. O atacante vem fazendo um bom Campeonato Brasileiro, ajudando o Bragantino a permanecer no G-4. 

Somando as duas transferências garantidas, o Tricolor vai receber R$ 33,4 milhões, além de buscar novas vendas para a próxima janela de transferências, que deve ser movimentada para o São Paulo. Isso deve equilibrar grande parte da dívida, que beira os R$ 75 milhões conforme levantado pelo Anotações Tricolores. 

A dívida se refere às recentes contratações feitas de Rigoni, Calleri, Gabriel Neves e Benítez, além da enorme e polêmica dívida milionária com Daniel Alves, Jucilei e Ricardinho

Além disso, Luan, Liziero, Gabriel Sara e Igor Gomes são listados como possíveis vendas na próxima janela, mas que terão valores muito mais altos do que os dois mencionados anteriormente, por conta de sua valorização no clube.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!