Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » VOLTANDO?

Santos: titular absoluto na "Era Cuca", volante alcança marca expressiva pelo Peixe

Jobson, volante do Santos, foi titular na "Era Cuca" e está completando dois anos de Peixe

Redação Publicado em 27/04/2021, às 17h11 - Atualizado às 18h14

Jobson em ação pelo Santos; volante se destacou pelo Peixe na "Era Cuca"
Jobson em ação pelo Santos; volante se destacou pelo Peixe na "Era Cuca" - C2 Sports

Jobson é um dos jogadores que se superaram com a camisa do Santos. Pouco utilizado por Jorge Sampaoli em 2019, o volante veio do Red Bull Bragantino com altas expectativas, porém acabou disputando apenas quatro partidas pelo Peixe sob o comando do argentino. O meio-campista não desistiu de realizar seu sonho de criança e ganhou espaço com Cuca

 

O desenvolvimento do volante com a camisa santista veio em 2020, depois que Jesualdo Ferreira deixou o clube e Cuca assumiu o comando técnico. O treinador deu oportunidades para Jobson, que demonstrou um ótimo futebol e assumiu a titularidade da equipe. 

Porém, depois de se firmar, no final da última temporada, antes da final da Libertadores, ele acabou se lesionando e está fora de campo há dois meses. Se recuperando de lesão e ficando próximo de um retorno aos gramados, o meio-campista possui com o que comemorar nesta terça-feira, 27 de abril. 

Isso porque, há exatos dois anos atrás, o Jobson chegava ao Santos. Ou seja, ele está celebrando uma marca expressiva pelo Peixe, onde conseguiu disputar 40 partidas, fazer três gols e dar uma assistência.  Em declaração para sua assessoria, o meio-campista celebrou as duas temporada no time santista. 

"Fico muito feliz em completar dois anos no Santos, realmente para mim é a realização de um sonho. Hoje não estou vivendo como eu gostaria, que era estar em campo honrando essa camisa, mas faz parte do futebol passar por dificuldades e sei que vou me recuperar bem voltar a atuar em breve. Eu considero o clube minha segunda casa, vivo isso aqui intensamente, vibro com meus companheiros, acompanho tudo mesmo de fora e eu sei que estava vivendo o melhor momento da minha carreira antes de machucar", afirmou. 

"Infelizmente não pude ajudar a equipe, mas sei que esses são os propósitos de Deus e vou voltar mais forte. Sigo agora sendo mais um torcedor apaixonado aqui de fora. Só tenho a agradecer a todos do clube pelo carinho durante esses dois anos e a torcida pelas mensagens de incetivo e apoio, vocês são minha família. Obrigado, Peixão”, concluiu.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!