Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Futebol / VAI DAR TUDO CERTO!

Santos tenta resolver 'dilema' após problema pessoal de volante

Após mais uma vitória, Santos trouxe a situação à tona por meio da entrevista coletiva do técnico Fabián Bustos, que explicou o momento do jogador

Redação Publicado em 19/05/2022, às 15h34 - Atualizado às 18h31

Santos aguarda a recuperação do volante - Ivan Storti / Santos FC / Flickr
Santos aguarda a recuperação do volante - Ivan Storti / Santos FC / Flickr

Depois de mais uma grande vitória, o Santos retomou a confiança e ficou ainda mais próximo da classificação para as oitavas de final da Sul-Americana. No entanto, a entrevista coletiva do técnico Fabián Bustos movimentou os bastidores do clube por conta de um “problema pessoal delicado” vivido pelo volante Willian Maranhão.

Logo depois da partida, Fabián Bustos foi questionado sobre a ausência de Willian Maranhão nos últimos jogos do Peixe. Bastante sincero, o treinador revelou que o volante está bastante abalado por conta de um “problema pessoal delicado” e, por isso, não vem sendo relacionado para os desafios do clube da Vila nesta temporada.

CANAL - SPORTBUZZ:

Willian teve um problema pessoal. Tem treinado bem, mas teve um problema pessoal delicado. Não posso comentar, mas isso o afetou emocionalmente. É um tema difícil, grave. É apoiado por todo o grupo, somos uma família e estamos juntos em todos os detalhes. Está recuperando seu nível e logo mais pode ser relacionado. É bom jogador e nos ajuda desde que chegamos”, contou Bustos.

Até o momento, o Santos não deu mais detalhes sobre a situação envolvendo Willian Maranhão. Vale destacar que o volante foi contratado já no meio desta temporada e chegou com bastante desconfiança por parte dos torcedores. Mesmo assim, Fabián Bustos confia no jogador e aguarda o fim do problema para o escalar novamente.

Willian Maranhão no treino do Santos
Santos confia na recuperação do volante Willian Maranhão (Crédito: Ivan Storti / Santos FC / Flickr)

SANTOS VENCE MAIS UMA!

Na última quarta-feira, 18, o Santos entrou em campo para disputar a quinta rodada da fase de grupos da Sul-Americana e recebeu o Unión La Calera, do Chile. Na briga direta pela ponta da tabela, o clube brasileiro surpreendeu ao poupar nove titulares, sofreu bastante ao mandar quatro bolas na trave, mas marcou no último lance e venceu por 1 a 0 para se tornar líder.

No entanto, Fabián Bustos não ficou contente com a postura de alguns torcedores do Santos que estavam nas arquibancadas da Vila Belmiro. A vitória magra do Peixe, pelo placar de 1 a 0, saiu apenas aos 56 minutos do segundo tempo com Lucas Barbosa, mas, até aquele momento, o time recebia algumas vaias da torcida.

"Um torcedor, dois ou três não são a torcida. Torcida do Santos é imensa. Vi e ouvi coisas espetaculares da época de Pelé, Pepe, Edu, Neymar e todos os grandes jogadores. Estamos tentando fazer nosso trabalho e somando jogo a jogo. Não entendo isso em um jogo, que deveria ter terminado 3 ou 4 a 0, com a equipe acertando a trave, travessão, faltava um pouquinho de tranquilidade", começou.

Fabián Bustos continuou as suas respostas para as vaias da torcida e reconheceu que não foram boas para o Santos: "Alguns vaiaram quando fizemos a mudança e Felipe Jonathan, que fez um grande jogo taticamente e no esforço, e poderíamos estar ganhando antes. As vaias não foram legais. Dois ou três começaram a insultar e respondi".

"Somos todos Santos e queremos chegar o mais alto possível. Se o resultado não vier, entendemos as críticas. A equipe tentou cruzando, por dentro, por fora. Era um jogo para quatro gols. Não menos de uma pessoa que pude reconhece. Teve uma pessoa que ficou insultando 15 minutos seguidos depois que tirei Felipe Jonatan. O mais importante é o Santos, não quem faz o gol", desabafou. 


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!