Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » RACISMO NÃO!

Santos: Marinho enaltece LeBron James e Hamilton na luta contra o racismo e dispara: "No Brasil se você for fazer é mimimi"

Jogador se posicionou contra o racismo e diz: "Vejo muita gente passando isso diariamente"

Redação Publicado em 29/09/2020, às 17h39 - Atualizado às 18h34

Marinho em ação com a camisa do Santos
Marinho em ação com a camisa do Santos - GettyImages

Um dos grandes jogadores do futebol brasileiro, Marinho tem feito muitos gols e dado muitas assistências nesta edição do Campeonato Brasileiro. Além disso, o jogador tem se mostrado ser um grande manifestante na luta contra o racismo. 

Em entrevista para o programa "Bem Amigos", do SporTV, o atacante enalteceu as manifestações feitas por LeBron James e Lewis Hamilton em relação ao tema. O craque també questionou a postura dos brasileiros sobre o racismo e suas consequências dentro da sociedade. 

"O mais importante é perceber que quando o Hamilton faz isso, quando o LeBron faz isso lá nos Estados Unidos, eles têm um respeito. No Brasil se você for fazer isso é muito 'mimimi' 'Nutella', isso e aquilo", disse. 

Ele ainda seguiu: "É preciso que as leis sejam severas, senão vamos ficar apenas em hashtag, na internet e não vai mudar. Eu quero que as pessoas tenham mais empatia pelo próximo. E quando eu falo em igualdade não falo só racial, falo dos negros, dos gays também, é de ter empatia, mais amor, estamos vivendo em um mundo com tanta dificuldade - mas entendo que a pandemia também vem para nos ensinar mais, sobre o que é amar, ter empatia, companheirismo. Eu torço muito para que a gente ainda viva um mundo melhor".

Marinho voltou a dizer que vai defender a bandeira, pois tem a seu favor uma voz ativa na sociedade. Sendo assim, o atleta santista acredita que pode ajudar quem não tem espaço no cenário social a se manifestar nesta luta contra o racismo. 

"Eu vou defender a bandeira porque a gente passa por isso, tem gente que passa e não tem voz ativa, mas eu não ligo para o que vão falar de mim, o mais importante é saber o melhor para o próximo, pessoas que passam por isso diariamente, pessoas que no seu emprego não podem falar senão vão ser mandadas embora, isso que nos machuca, porque lá fora as pessoas falam e têm respeito, recebem um abraço; aqui muita gente vem e critica ainda. Independente do que falem de mim, eu vou estar sempre brigando por aquilo que acho que é certo", afirmou. 

Por fim, o craque do Santos concluiu: "Essa situação eu não deixo passar não. Já passei por muitas situações assim, mas não tinha voz ativa e simplesmente abaixava a cabeça e andava. Agora eu sou uma pessoa publica e sinto que consigo ajudar muitas pessoas que passaram e passam por isso, então o que tiver que falar eu vou falar mesmo, não vou abaixar a cabeça para ninguém".


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!