Sportbuzz
Testeira
Futebol / BRASILEIRÃO!

Santos: Diego Tardelli relembra agressão e comemora fim de jejum

Diego Tardelli teve um início de passagem complicado no Santos, mas hoje tem boa relação com torcedores

Redação Publicado em 28/10/2021, às 19h11 - Atualizado às 19h29

Diego Tardelli marcou o seu primeiro gol com a camisa do Santos e relembrou agressão - Ivan Storti/Santos FC
Diego Tardelli marcou o seu primeiro gol com a camisa do Santos e relembrou agressão - Ivan Storti/Santos FC

Diego Tardelli está começando a ganhar o seu espaço no Santos. A contratação do atacante foi questionada internamente e também externamente, mas o jogador começou a achar o seu espaço no elenco de Carille, superou um episódio de agressão e agora quer ajudar o Peixe a fugir da zona de rebaixamento do Brasileirão

 

Na última quarta-feira, 27, o Santos venceu o Fluminense, em rodada atrasada do Campeonato Brasileiro, e quem deu números finais para o confronto foi Diego Tardelli. O atleta marcou o seu primeiro gol com a camisa do Peixe e também encerrou um jejum de sete meses sem balançar as redes. Em entrevista coletiva, ele celebrou o fim da marca negativa e relembrou o episódio de agressão, após eliminação do alvinegro na Copa do Brasil. 

"Não passa um filme na cabeça, mas é um problema que ficou para trás, consegui superar da melhor maneira possível. Eu acredito muito no propósito, se estou aqui é porque tem um muito grande. Eu sabia da minha capacidade, sabia que conseguiria ajudar o Santos neste momento. Consegui focar, trabalhar, me dedicar nos treinamentos. Hoje pude trabalhar bem e meu primeiro gol saiu", começou. 

Tardelli voltou a garantir sua "lua de mel" com a torcida do Santos: "Estou muito feliz. Acho que essa é a ideia e o caminho que devemos seguir. Esquecer os problemas e focar dentro de campo. Quando a gente foca, faz o que o professor pede, com consciência em campo, as coisas fluem. Se tivermos esse espírito até o final do campeonato, tenho certeza de que vamos nos distanciar dessa posição em que a gente se encontra".

O atacante do Santos continuou respondendo os questionamentos em relação a sua difícil chegada no Peixe e garantiu que sua contratação não foi feita de qualquer maneira. Segundo o centroavante, ele ainda tem muito a mostrar e também seguiu dizendo que possui fôlego para ajudar o clube por mais alguns anos.

"Principalmente por tudo que aconteceu, minha trajetória desde a base. No vestiário algumas pessoas comentaram comigo sobre os momentos. Mas fico mais feliz pela minha dedicação. Com 36 anos falam que estamos passados, que não conseguimos mais correr. Mas eu posso provar em campo, sei do meu potencial. Se estou aqui é porque tenho capacidade para jogar meu futebol, provar para essas pessoas que ainda tenho dois, três anos para brilhar no futebol", finalizou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!