Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Futebol / 20 ANOS DO PENTA!

Ronaldo relembra trajetória do penta em 2002, fala sobre lesão e mais

Nesta quinta-feira, 30, a conquista do penta de 2002 completa 20 anos e Ronaldo Fenômeno fez questão de relembrar algumas coisas sobre o título

Redação Publicado em 28/06/2022, às 10h15

Ronaldo Fenômeno relembra conquista do penta - Crédito: Getty Images
Ronaldo Fenômeno relembra conquista do penta - Crédito: Getty Images

O pentacampeonato da Copa do Mundo, em 2002, completa 20 anos nesta quinta-feira, 30. Depois de acumular decepções nas últimas quatro edições do torneio, a Seleção Brasileira vê seu último título atingir a marca de duas décadas e busca voltar à conquista no Catar. Relembrando sobre o título conquistado, Ronaldo Fenômeno falou sobre algumas coisas marcantes.

Em entrevista ao podcast "PodCopa" da ESPN, o camisa 9 do penta abriu o jogo sobre algumas das coisas mais marcantes da Copa do Mundo. Relembrando o drama de sua lesão, Ronaldo foi sincero ao falar como a repercussão foi negativa durante o processo de recuperação, já que ouvia constantemente que não poderia voltar a jogar.

CANAL  - SPORTBUZZ

"A lesão, o julgamento de médicos que nunca me examinaram, condenando a minha carreira, dizendo que eu não voltaria a jogar e muito provavelmente eu não voltaria a correr... Ouvi muita coisa absurda nesse trajeto [...], e me condenarem a parar de jogar, a parar de fazer aquilo que eu mais gostava, era pior do que morrer", contou.

Além disso, o ex-jogador revelou que fez o corte Cascão para que as pessoas deixassem de falar ou perguntar sobre sua lesão. O, agora, dono do Cruzeiro revelou que, além das dores no joelho, o que mais incomodava era uma lesão no músculo adutor direito que deixou de ser uma pauta depois que o jogador apareceu com o cabelo só na parte frontal da cabeça.

Ronaldo fala sobre drama na Copa
Ronaldo Fenômeno passou por grandes problemas antes da Copa do Mundo de 2002 - Crédito: Getty Images

O jogador também falou sobre a sensação de marcar em uma final de Copa do Mundo. Responsável pelos dois gols que deram o título ao Brasil, Fenômeno revelou que não tem como comparar com nada que ele já sentiu no futebol, não só pela competição, mas por todo o caminho que ele teve que traçar para conseguir disputar a competição.

"Nada na minha carreira vai se comparar a fazer dois gols numa final de Copa. E não só pela Copa do Mundo em si, ou pela final, mas eu faço um compilado dos últimos dois anos antes do Mundial. Penso na lesão, no julgamento de médicos que nunca me examinaram, condenando a minha carreira, dizendo que eu não voltaria a jogar e muito provavelmente eu não voltaria a correr, dizendo que, com sorte, eu teria uma vida tranquila somente caminhando", disse.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!