Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » SERÁ?

Rogério Ceni x Arrascaeta? Treinador do Flamengo quebra o silêncio sobre conflito com uruguaio

Comandante rubro-negro fez questão de ressaltar a boa relação que possui com o elenco

Redação Publicado em 22/12/2020, às 07h44 - Atualizado às 08h37

Rogério Ceni em ação pelo Flamengo
Rogério Ceni em ação pelo Flamengo - GettyImages

Rogério Ceni abriu o jogo sobre sua relação com Giorgian de Arrascaeta, em entrevista coletiva, após a vitória sobre o Bahia, por 4 a 3, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na oportunidade, o técnico foi questionado em relação a uma possível insatisfação do uruguaio. 

 

Por sinal, as dúvidas sobre um possível relacionamento ruim entre os dois, surgiu após o confronto contra o Bahia. Na partida, o meio-campista foi substituído no decorrer do segundo tempo e não gostou de deixar o jogo. Para demonstrar sua insatisfação, não comprimentou Ceni. 

Depois dessa polêmica atitude de Arrascaeta, Rogério foi abordado sobre o tema e despistou em relação a existência de um conflito entre as partes. De acordo com ele, não existe qualquer problema entre a dupla e revelou que o uruguaio é "ótimo".  

"Não, de maneira alguma. Eu entendo, compreendo o jogador sair de campo, ele quer sempre ficar em campo. Problema nenhum, Arrascaeta é ótimo. Claro que a atitude do Everton é mais fácil de se lidar, mas não tem nada", disse.   

ROGÉRIO CENI TAMBÉM FALOU SOBRE GERSON... 

De acordo com o comandante flamenguista, houve uma conversa com Gerson e Ceni deixou claro o quanto ficou consternado com a situação, a classificando como ‘lamentável’. 

"Eu conversei agora com o Gerson, ouvindo da parte dele o que o Ramirez falou para ele. Eu acho que é lamentável, o Brasil é um país que abre para muita gente, principalmente para o sul-americano. Eu lamento muito ele relatar cala boca, negro. Acho pesado demais”, disse ele. 

Ainda no assunto, o treinador deixou claro que a atitude do jogador sul-americano fez com que ele demonstrasse um nível baixíssimo diante dos demais envolvidos no jogo. 

"O racismo não está só nisso, na cor. Está na camisa que você veste, esta dentro de você. Flamengo é uma torcida gigantesca, é a maior do mundo, o respeito não pode faltar dentro de campo. Atacar um ser humano dessa maneira eu acho de um nível muito baixo”, finalizou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!